Conecte-se connosco

Desporto

Judoca conimbricense Catarina Costa ‘defende’ ouro no Grand Prix de Portugal

Publicado

em

 A judoca Catarina Costa, vice-campeã europeia de -48 kg, defende no Grand Prix de Portugal a medalha de ouro conquistada no último ano na competição, na qual Jorge Fonseca e Telma Monteiro são baixas de vulto.

O bicampeão mundial de 2019 e 2021 em -100 kg, que também conquistou em 2022 o ouro na primeira edição do Grand Prix em solo luso, e a judoca do Benfica ainda recuperam de lesões, que já os fizeram falhar, em dezembro, o Masters da modalidade.

A competição no Complexo Municipal dos Desportos da Cidade de Almada, a realizar entre sexta-feira e domingo, marca o arranque do circuito internacional deste ano e conta com 37 judocas lusos inscritos, 20 em masculinos e 17 em femininos.

Com Jorge Fonseca e Telma Monteiro de fora, destacam-se Catarina Costa (-48 kg), Bárbara Timo (-63 kg), Patrícia Sampaio (-78 kg), Rochele Nunes (+78 kg) e Anri Egutidze (-81 kg), além de Rodrigo Lopes (-60 kg) e Joana Diogo (-52 kg), todos do projeto olímpico.

Deste grupo, a seleção lusa terá Catarina Costa (primeira), Joana Diogo (sexta), que foi bronze em 2022, Bárbara Timo (terceira), Patrícia Sampaio (sexta) e Rochele Nunes (segunda) como cabeças de série nas respetivas categorias.

Já em masculinos, Rodrigo Lopes é o mais bem cotado, como 12.º inscrito e 31.º do ranking mundial em -60 kg, enquanto Anri Egutidze vai, desta vez, regressar aos -81 kg, categoria em que competiu até aos Jogos Olímpicos de Tóquio, optando depois por subir a -90 kg.

O judoca do Benfica optou, em concordância com os treinadores, em voltar à categoria inferior de peso, e será nela, num momento em que é 56.º do ranking mundial, que fará o que falta do apuramento para os Jogos Olímpicos de Paris2024.

Em Almada, destaca-se ainda o regresso aos palcos internacionais de Célio Dias, que esteve nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016, em -90 kg, mas atravessou uma fase difícil na vida, com um diagnóstico de depressão e esquizofrenia, regressando recentemente ao judo.

Em dezembro, o judoca sagrou-se já campeão nacional em -100 kg, categoria em que competirá neste Grand Prix.

Com 579 inscritos, mas sem uma ‘grossa fatia’ de judocas de top-10 mundial, tendo em conta que a competição antecede em uma semana um conceituado Grand Slam de Paris, opção principal dos atletas, Almada é uma oportunidade para algumas segundas linhas na corrida aos pontos no apuramento olímpico.

Das 14 categorias, a britânica Chelsie Giles (-52 kg) e o georgiano Ília Sulamanidze (-100 kg) são os únicos líderes mundiais a estarem em competição, que espera também a campeã mundial Rafaela Silva (-57 kg) e o campeão olímpico de +100 kg Lukas Krpalek, mas inscrito em -100 kg.

Judocas portugueses inscritos no ‘Grand Prix’ de Portugal, em Almada:

Masculinos (20):

-60 kg: Emerson Silva, Rodrigo Lopes, Ricardo Pires e Miguel Pisco.

-66 kg: Nuno Martins, Bernardo Tralhão, Miguel Gago e Bruno Bento.

-73 kg: Otari Kvantidze, João Crisóstomo e Saba Danelia.

-81 kg: Diogo Rangel, Manuel Rodrigues, Anri Egutidze e João Fernando.

-90 kg: Ricardo Serrão.

-100 kg: Guilherme Silva, Célio Dias e Diogo Brites.

+100 kg: Vasco Rompão.

Femininos (17):

-48 kg: Catarina Costa e Raquel Brito.

-52 kg: Mariana Máximo, Joana Diogo e Maria Siderot.

-57 kg: Ana Agulhas, Teresa Trindade e Raquel Brás.

-63 kg: Bárbara Timo e Wilsa Gomes.

-70 kg: Joana Crisóstomo, Letícia Martins e Tais Pina

-78 kg: Patrícia Sampaio, Carolina Paiva e Beatriz Moreira.

+78 kg: Rochele Nunes.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com