Conecte-se connosco

Coimbra

JSD de Coimbra coloca coroa de flores no túmulo de Dom Afonso Henriques

Publicado

em

A JSD de Coimbra emitiu um comunicado onde se pode ler que “o  governo de esquerda, liderado por António Costa, veio recentemente defender a eleição dos Presidentes das Áreas Metropolitanas de Lisboa e do Porto, esquecendo as restantes regiões do país. O executivo fala de descentralização mas concretiza uma política de centralismo em Lisboa com uma pequena atenção ao Porto e um completo desprezo pelo centro”.

JSD

Acrescenta que “a tomada de posse do Senhor Presidente da República, apesar de um esforço notório para dar alguma atenção ao Porto, parece enfermar da mesma visão centralista. Escolheram, com mérito, colocar coroas de flores na s sepulturas de Vasco da Gama e de Luís de Camões, mas esqueceram por completo o herói que fundou Portugal”.

Portugal não pode, definitivamente, continuar a viver neste centralismo e desrespeito pelas restantes regiões e, especialmente, por Coimbra.

Assim, “a  JSD Distrital de Coimbra, estranhando a ausência de uma atitude por parte dos mais altos responsáveis da região, nomeadamente do Dr. Manuel Machado, vem simbolicamente, no dia da tomada de posse do novo Presidente da República, depositar uma coroa de flores no túmulo de Dom Afonso Henriques para relembrar os mais altos dirigentes da nação de que Coimbra e o centro não podem continuar a ser esquecidos”.

O centralismo lisboeta não pode continuar a perpetuar-se em Portugal, diz a JSD, antes de adiantar que, através deste simbólico ato junto do túmulo de Dom Afonso Henriques, relembrar o Governo e a Presidência da República que Coimbra foi essencial na construção de Portugal e que não pode continuar a ser esquecida pelos governantes e responsáveis da nação.

As políticas centralistas que aparentemente querem prosseguir apenas atrasam o desenvolvimento do país e acentuam desigualdades cada vez maiores, salienta a JSD.

Os laranjinhas de Coimbra afirmam que estão cansados de viver num país onde o local de nascimento e de crescimento influencia decisivamente as oportunidades que teremos em adultos, Coimbra, cidade do conhecimento, tem uma história e um presente que exigem respeito. Aqui está o fundador da nação, uma das melhores universidades do mundo, um dos melhores hospitais do país, grandes centros de investigação e um património imaterial que não é, sequer, quantificável.

A JDS conclui que “Se o Dr. Manuel Machado, e o Dr. João Ataide, Presidentes da Câmara Municipal e da CIM de Coimbra, não são capazes de afirmar e defender os interesses desta cidade e desta região, a JSD Distrital de Coimbra não se demite desta função. A Região Coimbra merece e exige respeito por parte do país e dos seus responsáveis. Não esquecemos a história e a importância que tivemos na construção da nação e exigimos um verdadeiro esforço de descentralização, essencial para criar desenvolvimento coletivo ao país”.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com