Fama

JP SIMÕES DEDICA DISCO A UM DOS MAIORES NOMES DA MÚSICA NACIONAL

Notícias de Coimbra | 2 meses atrás em 23-02-2024

Imagem: Tiago Fezas Vital

“JP Simões canta José Mário Branco” é o disco de homenagem a um dos nomes maiores da música nacional por um dos seus mais reconhecidos admiradores.

PUBLICIDADE

O tema “Mariazinha” conta com videoclipe realizado por António Ferreira.

Descobrir um disco de JP Simões ou de José Mário Branco é sempre um momento de extrema relevância. Quando falamos de um novo disco do primeiro a interpretar temas do segundo sabemos que tem tudo para ser um momento único e profundamente memorável.

PUBLICIDADE

É o que acontece com “JP Simões canta José Mário Branco”, álbum-homenagem a uma das figuras mais icónicas e influentes da música portuguesa, cujo legado continua a ecoar nas cabeças e corações dos amantes de música e da língua portuguesa.

Depois de várias revisitações avulsas, JP Simões debruça-se na essência e no significado de oito composições intemporais de José Mário Branco, oferecendo uma interpretação comovente, reinventando e revitalizando o seu legado para uma nova geração de ouvintes.

PUBLICIDADE

A escolha do tema que abre a porta para esta celebração da vida e trabalho de José Mário Branco recaiu na emocionante “Mariazinha”, canção incluída na emblemática obra de 1971 “Mudam-se os Tempos, Mudam-se as Vontades”. Mais de cinco décadas depois, esta versão realça a atualidade e a urgência do original, relato de uma vivência feminina plena de desafios e dificuldades como a pobreza, a opressão e a exploração. O videoclipe é assinado por um antigo cúmplice de JP Simões, o realizador António Ferreira (“Bela América”, “Pedro e Inês” e “Esquece Tudo o que te Disse”).

No longa-duração podem ainda encontrar-se mais sete revisitações a originais de José Mário Branco, reinterpretadas por JP Simões, com a colaboração preciosa de músicos como Nuno Ferreira (guitarra e voz), Pedro Pinto (contrabaixo), Ruca Rebordão (percussão) e Márcio Pinto (marimba e electrónica),

Depois dos Pop Dell’Arte, Belle Chase Hotel, Quinteto Tati, Bloom e em nome próprio, JP Simões arrisca lançar-se, pela primeira vez, num disco a partir do cancioneiro de outrém. Não hesita em afirmar que “o mais intrigante é lançar um disco onde pela primeira vez sou exclusivamente intérprete das canções de outra pessoa e sentir que é talvez o disco mais íntimo que alguma vez produzi.” Uma intimidade que comove à primeira audição.

José Mário Branco, cuja contribuição para a música portuguesa desde a década de 1960 é incomensurável, deixou-nos em 2019, mas o seu espírito e a sua música continuam presentes e necessários, habitando o imaginário colectivo de todos nós, agora também através da voz de JP Simões.

Gravado entre Leiria e Sintra e com o selo da Omnichord Records, “JP Simões canta José Mário Branco” está disponível nas plataformas digitais e terá uma edição física limitada em CD e Vinil.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE