Conecte-se connosco

Coimbra

José Manuel Silva quer o “poder autárquico modernizado” (com vídeos)

Publicado

em

“É preciso revisitar a legislação eleitoral autárquica para a modernizar e adaptá-la aos dias de hoje”, disse, esta quarta-feira, o presidente da Câmara Municipal de Coimbra. “Já desafiei a Associação Nacional de Municípios Portugueses para liderar a reflexão, a modernização da legislação eleitoral autárquica, que coloca alguns constrangimentos à governação das autarquias e que deve ser melhorada para o bem da democracia”, frisou, ao Notícias de Coimbra, José Manuel Silva.

O autarca falava à margem das homenagens prestadas, esta manhã, a dois vultos da República, José Falcão e Bissaya Barreto.

“O 5 de Outubro é um momento festivo mas também de reflexão sobre o que é atualmente a nossa república”, disse o edil, notando que “a corrupção é um dos cancros da democracia”, referindo que é necessário “continuar a aprofundar a democracia e a melhorá-la”.

A Câmara Municipal de Coimbra realiza um conjunto de iniciativas para assinalar o 5 de outubro. Ao longo do dia, decorrem, em vários espaços da cidade, diversas atividades que visam celebrar esta efeméride de caráter nacional.

Visitas guiadas dedicadas à temática da Implantação da República, homenagens a personalidades do republicanismo em Coimbra, e apresentação da obra “Coimbra e a República – da propaganda à proclamação” da autoria de Carlos Santarém Andrade marcaram o dia.

Pelas 11:00 da manhã desta quarta-feira, decorreu a cerimónia solene de Hastear da Bandeira Nacional, na varanda dos Paços do Município, ao som do Hino Nacional executado pela Filarmónica União Taveirense.

Seguiu-se no Cemitério de Santo António dos Olivais uma homenagem a José Falcão, figura do período oitocentista e uma das vozes mais audazes e justas da propaganda republicana, que se tornou um dos vultos mais evocados pela geração do Ultimato e cuja obra “Cartilha do Povo” teve em 1896 uma edição popular promovida pelos estudantes republicanos de Coimbra.

Na Avenida João das Regras, outro grande vulto da República em Coimbra, Bissaya Barreto, que enquanto estudante e republicano convicto, viveu intensamente a Greve académica de 1907 e os movimentos estudantis republicanos que antecederam e levaram à queda da monarquia, foi homenageado.

Durante a tarde, pelas 16:00,  na Igreja de Santa Cruz, será  homenageado D. Afonso Henriques por ocasião do 879º aniversário da Fundação de Portugal.

A terminar este dia, decorre o lançamento da obra “Coimbra e a República – da propaganda à proclamação”, na Sala Francisco Sá de Miranda, na Casa Municipal da Cultura.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com