Justiça

“Jogatana” da Santa Casa “ferrou calote” aos reis do crime no Brasil

Notícias de Coimbra | 1 mês atrás em 14-06-2024

“Um gestor da MCE, a empresa de jogo comprada no Rio de Janeiro pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), revelou numa reunião em novembro de 2023 a existência de uma dívida de 200 mil reais — cerca de 40 mil euros — ao Primeiro Comando da Capital (PCC), a maior organização criminosa do Brasil. Estima-se que o PCC, cuja principal fonte de rendimento tem sido o tráfico de droga, tenha dezenas de milhares de membros dentro e fora do Brasil, incluindo em Portugal”, revela o Expresso.

PUBLICIDADE

“Na reunião referida nesse documento, um novo representante no Rio de Janeiro da administração da Santa Casa, então liderada por Ana Jorge, foi confrontado com a necessidade de se resolver a dívida de 200 mil reais ao PCC e com o facto de o crédito estar relacionado com uma “operação” da MCE em São Paulo, onde o PCC está mais presente. Ana Jorge tinha substituído em maio de 2023 Edmundo Martinho, o provedor que decidiu levar a Santa Casa a investir no negócio do jogo no Brasil, adianta o jornal de Pinto Balsemão.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE