Educação

Jaime Silva apresenta as mulheres matemáticas mais antigas da história no UC Exploratório

Notícias de Coimbra | 3 meses atrás em 10-01-2024

“As mulheres matemáticas mais antigas da história” é o tema que prossegue este sábado, dia 13 de janeiro, às 15:00h, o ciclo Tardes de Matemática – Conversas Ímpares, iniciativa da Delegação Regional do Centro da Sociedade Portuguesa de Matemática a decorrer no UC Exploratório.

PUBLICIDADE

A prosseguir no ano letivo 2023/2024, este ciclo de conversas no UC Exploratório – Centro Ciência Viva da Universidade de Coimbra tem sessões em cada mês ímpar, sempre no segundo sábado, às 15:00h, com o objetivo de dar a conhecer a Matemática, a sua história e muitas das suas aplicações, a públicos de todas as idades, contribuindo para que a sociedade compreenda um pouco melhor a importância desta ciência.

Com o tema “As mulheres matemáticas mais antigas da história: Enheduanna, Aganice e Teano, entre a Babilónia, o Egito e a Grécia”, este sábado, 13 de janeiro, às 15:00h, Jaime Silva dará a conhecer algumas mulheres matemáticas que deixaram a sua marca na história.

PUBLICIDADE

publicidade

Hipátia de Alexandria é considerada por muitos autores a primeira mulher matemática do mundo. Viveu no séc. V-VI da nossa era em Alexandria, no Egito, na fase final do Império Romano. Hipátia tornou-se ainda mais conhecida depois de a sua vida ter sido objeto do filme Ágora (2009), dirigido pelo realizador espanhol Alejandro Amenábar.

Hipátia de Alexandria é, certamente, uma personalidade que vale a pena estudar e conhecer, apesar das dúvidas sobre a sua obra matemática e filosófica, como acontece com muitas das personalidades de tempos antigos.

PUBLICIDADE

Mas Hipátia de Alexandria está longe de ser a primeira mulher matemática da história cujo conhecimento, mesmo fragmentado, chegou até nós. Nesta conversa, Jaime Silva irá falar de três outras matemáticas anteriores a Hipátia de Alexandria.

A mais antiga é Enheduanna, uma mulher astrónoma que viveu na Babilónia no séc. XXIV a.C, há mais de 4000 anos! Mas também de Aganice, uma mulher matemática e astrónoma que viveu no Egito dos faraós no séc. XX a.C. E de Teano, que viveu na Grécia no séc. VI a.C., citada por vários autores como sendo a mulher de Pitágoras, tendo participado ativamente, assim como outras mulheres, incluindo as filhas, na escola Pitagórica, que não excluía mulheres.

Investigador e professor no Departamento de Matemática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) há mais de 40 anos, lecionando para engenheiros, economistas, matemáticos e futuros professores de Matemática, Jaime Silva é autor de manuais de Matemática para os ensinos básico, secundário e superior, tendo sido premiado duas vezes pela SPM nesta área.

A entrada é gratuita.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE