Conecte-se connosco

Mundo

Itália com 70.000 controlos e 130 multas no primeiro dia do passe sanitário reforçado

Publicado

em

No primeiro dia de obrigatoriedade do certificado sanitário reforçado em Itália, 70.000 pessoas foram fiscalizadas e apenas 130 multas foram aplicadas, ilustrando a boa receção dos cidadãos às medidas para travar contágios antes do natal, segundo o Ministério do Interior.

“O instrumento está a funcionar, houve uma grande resposta dos cidadãos e poucas multas, por isso deve ser mantido”, afirmou hoje o subsecretário do Interior, Carlo Sibilia, ao revelar os números e “muito poucas denúncias”.

O certificado sanitário reforçado, que restringe ainda mais as atividades aos não vacinados, entrou em vigor na segunda-feira, quando também foram intensificados os controlos do passe normal em autocarros, metro e centros comerciais, com multas entre 400 e 1.000 euros para quem não possui o documento necessário.

“Há que aplaudir os cidadãos italianos pelo cumprimento das normas no primeiro dia do ‘super passe verde’ e, de facto, devemos continuar a seguir estas linhas”, reforçou Sibilia.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link