Conecte-se connosco

Lazer

ISMT mostra “A Catástrofe das pontes, das cheias e das comunidades sem voz no Baixo Mondego”

Publicado

em

Com a organização do Instituto Superior Miguel Torga e com os poios das Águas de Coimbra e do Museu da Água de Coimbra, Noémia Salgado Cunha apresenta até 13 de fevereiro a exposição de fotografia científica “A Catástrofe das pontes, das cheias e das comunidades sem voz no Baixo Mondego (Portugal)”.

Esta exposição fotográfica, que associa Sociologia, Arte e Ciência Cidadã, permite imaginar a antiga identidade resiliente destas Comunidades, por vivência harmoniosa com as cheias e as pontes, percecionando, por confronto, a nova identidade vulnerável.

Neste contexto, a presente exposição mostra a nova identidade que não tem sido indiferente a Noémia Salgado Cunha, que nela percebeu a importância da auscultação das comunidades afetadas. Importância refletida no seu conhecimento local. Este, que num processo de interações acrítico com o conhecimento científico, técnico e político, entre outros, pode auxiliar, de sobremaneira, as Autoridades na sua nobre e exigente missão de proteção e segurança.

A seleção de fotografias, que agora se apresenta, proporciona uma visão crua da realidade, ao não ser editada. Esta divulgação científica, com a partilha de experiências do trabalho de campo de Noémia Salgado Cunha, visa conduzir a um processo social. Processo, este, que interpele o presente e que faça, com todos nós, “pontes”. Para um futuro com maior redução dos riscos de desastres, dada a sua complexidade. Com a regularidade e incerteza da manifestação dos riscos, e em cascata, neste novo mundo humano, o Antropoceno.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link