Conecte-se connosco

Política

Isabel Coimbra é a candidata à Assembleia da Figueira da Foz pela candidatura de Pedro Machado

Publicado

em

Isabel Maria Coimbra é a candidata à Assembleia Municipal da Figueira da Foz pela candidatura de Pedro Machado, integrando por isso as listas do PSD, pese embora já tenha sido deputada à Assembleia Municipal como independente e a sua grande referência política e social seja a sua mãe, destacada por ter sido a primeira mulher deputada à Assembleia da República, pelo PS, ao lado de Mário Soares.

A candidata foi hoje apresentada publicamente por Pedro Machado, precisamente na escola Dr. Bernardino Machado, onde lecionou. “A Isabel Coimbra é uma mulher que se preocupa com questões ecológicas, que se dedicou à Figueira, no ensino, mas também na intervenção cívica. É uma referência para todos nós e dá-nos aqui uma enorme esperança no futuro, porque quando mulheres como a Isabel se juntam a uma causa e a um projeto político, algo está, realmente, a correr bem nesta candidatura”, afirma Pedro Machado, candidato que se apresenta ao eleitorado com o lema “Figueira do Futuro” e concorre com a sigla do PSD.

Isabel Maria Coimbra nasceu há 61 anos e considera-se figueirense de coração desde que se conhece e fez a sua vida pessoal, profissional e cívica na Figueira da Foz.

É filha de David Gonçalves Coimbra, falecido em 1994, e de Maria Teresa Coimbra, a primeira mulher deputada à Assembleia da República pelo Partido Socialista e professora de Física e Química durante 36 anos na Escola Comercial e Industrial da Figueira da Foz, hoje Escola Secundária Dr. Bernardino Machado.

Em 1976 concluiu o Curso Complementar dos liceus no Liceu Nacional da Figueira da Foz, hoje Escola Secundária Dr. Joaquim de Carvalho.

Isabel Maria Coimbra é licenciada em 1º ciclo do ensino básico e Mestre em Ciências da Educação, especialização em Supervisão Pedagógica e Formação de Formadores, pela faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra, local onde desenvolveu um trabalho académico com outros autores num projeto de parceria com a Universidade Autónoma de Madrid. Este projeto culminou num livro luso-espanhol, editado pela Imprensa da Universidade de Coimbra – “A vida nas escolas: casos para a Formação de professores”.

Exerceu a atividade de docência como Professora do Ensino Básico durante mais de 40 anos, tendo terminado a carreira profissional na Escola Dr. Bernardino Machado, na Figueira da Foz, onde lecionou nos últimos 15 anos de carreira e onde integrou o Conselho Geral.

Para além da sua atividade profissional, Isabel Maria Coimbra colaborou, a partir de 2007, como cronista para o jornal “A Voz da Figueira”.

Foi, entre 2009 e 2013, deputada na Assembleia Municipal da Figueira da Foz durante um mandato de 4 anos, integrando uma lista de cidadãos independentes. Durante este mandato fez ainda parte da comissão alargada da Comissão Proteção Crianças e Jovens (CPCJ).

Porque acredita que é essencial a participação ativa do cidadão na vida das nossas cidades, desenvolvendo um serviço cívico e de cidadania ativa, “combateu” pela melhoria da Figueira da Foz como cidade mais verde, pelo Movimento Parque Verde (Associação informal de cidadãos) contestando, em 2018, o abate indiscriminado de árvores em Buarcos. Em 2019, pelo mesmo Movimento, debateu em sessão pública o projeto da atual requalificação do Jardim Municipal e, em novembro do mesmo ano, discutiu o abate do freixo tricentenário no Pátio de Santo António.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com