Escolas

“Irene” faz com que crianças sejam retiradas de infantário. Há estradas cortadas

Notícias de Coimbra com Lusa | 3 meses atrás em 17-01-2024

 A subida do caudal da ribeira de Abela, no concelho de Santiago do Cacém (Setúbal), devido à tempestade Irene, deixou submersa parte de uma estrada e obrigou à retirada de 13 crianças de um infantário por precaução.

PUBLICIDADE

“A ribeira regista um caudal muito elevado, não tendo entrado ainda na aldeia da Abela, mas a cerca de dois quilómetros da localidade, na Estrada Municipal 390, temos a estrada submersa e cortada nos dois sentidos”, disse à agência Lusa o comandante dos Bombeiros de Santiago do Cacém, Pedro Torrão.

De acordo com a mesma fonte, a estrada, que liga Abela a São Domingos, no interior do concelho de Santiago do Cacém, está submersa, desde as 11:50, “numa extensão de cerca de 700 metros e uma altura de 30 a 40 centímetros” de água.

PUBLICIDADE

publicidade

“Por este motivo não é possível a passagem de viaturas” uma vez que esta situação “oferece algum perigo para a população”, precisou Pedro Torrão, acrescentando que a subida do caudal da ribeira “não apanhou de surpresa” os automobilistas que circulam na via.

No entanto, “foram retiradas, por precaução, 13 crianças que se encontravam no ATL de Abela, uma vez que a ribeira está quase a galgar” as margens.

PUBLICIDADE

O equipamento “ainda fica a alguns metros” da ribeira, “mas por precaução devido à força do caudal foi delineada esta estratégia”, frisou.

Contactado pela Lusa, o vereador com o pelouro da proteção civil municipal, Albano Pereira, adiantou que, devido à forte chuva que se fez sentir, também a ribeira de Brescos “galgou a via” e obrigou ao corte da estrada que liga Brescos a Vila Nova de Santo André.

A via está cortada nos dois sentidos desde as 12:00, indicou o autarca.

Ainda de acordo com Pedro Torrão, os nove operacionais, apoiados por cinco veículos, que foram acionados para o local “vão permanecer durante a tarde” e, “se for necessário, também durante a noite”.

O comandante dos Bombeiros de Santiago do Cacém disse ainda à Lusa que, entre as 11:50, altura do alerta, e até perto das 14:00, o caudal da ribeira começou a “diminuir gradualmente”, sendo esperada “uma redução acentuada”.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE