Conecte-se connosco

Coimbra

IParque ou loja dos 300?

Publicado

em

“Foi recebido no gabinete e depois no terreno, o conselho de administração de uma grande empresa que veio (imperceptível) para ver as condições de acolhimento empresarial em Coimbra. Foi pedido pela empresa que não procedêssemos à divulgação do nome (imperceptível) da operação. É um investimento importante, que, correndo bem, permite criar em Coimbra mais de 350 postos de trabalho em áreas tecnologicamente avançadas e também ligadas à área da saúde. Mas assumi o compromisso perante a empresa que sobre a divulgação (imperceptível) subsequente que esperaria pela validação da entidade estrangeira que está disponível para investir em Coimbra”.

Foi desta forma que Manuel Machado, Presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) anunciou um eventual “investimento” estrangeiro no nosso concelho.

A novidade foi dada pelo autarca local naquela parte da reunião da CMC em que apresenta o “telejornal” do que aconteceu no município na última quinzena.

Hoje, o diário As Beiras coloca na primeira página que “FÁBRICA JAPONESA VAI PARA O COIMBRA IPARQUE. Unidade industrial de equipamentos para a área da saúde está a ser “negociada” com a câmara municipal e deverá criar entre 350 e 400 postos de trabalho”.

“Na origem deste investimento potencial está um grupo japonês, que já tem instalações na Europa,nomeadamente, na Polónia. Segundo foi possível apurar, os contactos com a  Câmara Municipal de Coimbra têm sido conduzidos por representantes da empresa – alemães e espanhóis – e intermediados por, pelo menos, um engenheiro português”, acrescenta o jornal da Fapricela.

De acordo com as informações recolhidas pelo DIÁRIO AS BEIRAS, o objetivo é ocupar uma ampla zona de terreno, à entrada do Coimbra iParque. Dada a dimensão do espaço requerido, está em equação o recurso a uma área não abrangida pelo Plano de Pormenor do parque tecnológico.

Já não é a primeira vez que o diário As Beiras tem o mérito de divulgar o que Manuel Machado não conta no local próprio, pelo que se acredita que a informação plasmada no jornal seja fidedigna.

A fazer fé no que é contado pelo experiente periodista, ficamos a conhecer a origem e o local do investimento, pelo que só falta saber no nome conglomerado empresarial que reuniu com Manuel Machado na ancestral “Sala do Despacho”.

Recordamos que não é a primeira vez que o Presidente da Câmara Municipal de Coimbra anuncia a criação de 300 postos de trabalho no falido iParque.

Em 2017 o então recandidato do PS à Câmara de Coimbra anunciava que a Câmara continua a “adquirir terrenos para alargar o iParque”, onde, em breve, vai surgir uma empresa, que criará “300 postos trabalho diretos”.

Até hoje, 4 de junho de 2018, não foi divulgado o nome do investidor. Fonte do PSD contou a Notícias de Coimbra que esse investidor seria a alemã Olympus, que tem uma operação nos Fornos.

A mesma fonte adiantou ao nosso jornal que esse investimento está em risco, pois a Câmara de Braga já teria contactado a Olympus para investir na cidade minhota, o que terá acontecido durante a recente visita da chanceler alemã Angela Merkel.

Notícias de Coimbra contactou a fábrica de máquinas de fotografar e filmar, mas esta não respodeu ao nosso pedido de esclarecimento.

Ontem,  na reunião do executivo municipal, Paulo Leitão, Braga disse que um “investimento anunciado de forma populista pelo Sr. Vice-Presidente em plena Campanha Autárquica corre riscos de ir para Braga, faço votos que não se trate apenas de retórica e que a atual maioria esteja mesmo empenhada na fixação desse investimento em Coimbra, sob pena de demostrarem mais uma vez a sua incompetência, não lhes restando outro caminho que não seja apresentar a própria demissão”.

O vereador do PSD chamou a atenção para o facto da líder alemã se ter deslocado a uma cidade de média dimensão (Braga) para inaugurar um Centro Tecnológico e lembrou que nos últimos tempos a autarquia bracarense recebeu empresas como a Accenture, Farfetch, Regus e Aptiv (ex-Delphi).

Quando comparamos com Coimbra, as diferenças são colossais, existindo apenas em igual período referência a inauguração da nova unidade da Plural, frisou Paulo Leitão.

Se olharmos mais atentamente a todas as notícias anteriormente referidas, existe menção ao papel ativo da Empresa Municipal InvestBraga na captação e apoio à fixação dos investimentos empresariais, acrescentou vereador do PSD.

Na mesma intervenção Paulo Leitão disse que “Quando comparamos com Coimbra (onde nem existe Chefe do Gabinete de Apoio ao Investidor), e onde o Executivo Municipal se refugia sempre que interpelado num mero regulamento, e segundo o seu Vice-Presidente a política ativa de emprego resume-se ao licenciamento de unidades comerciais de média dimensão, desperdiçam-se investimentos como a loja do IKEA e o Centro de Inovação Tecnológica da IBM. 

Ricardo Rio, Presidente da Câmara de Braga, esteve na última semana em Coimbra a convite da concelhia do PSD liderada por Nuno Freitas-

No final do seu primeiro mandato e na primeira reunião conhecida com a administração do iParque, Manuel Machado reafirmou que o parque de ciência e tecnologia  de Coimbra iria ser incorporado na autarquia e iria adotar um novo modelo de gestão e nova administração, o que ainda não aconteceu.

“Vamos naturalmente ter de adotar uma nova gestão e um novo modelo de gestão para o iParque e, depois das indispensáveis negociações com os acionistas”, internalizá-lo e “resolver o buraco financeiro”, que é de “mais de seis milhões de euros” acrescentou o atual presidente da Câmara, que falava aos jornalistas durante uma ação de campanha em 2017.

As alterações implicam a criação de “uma entidade, com estatuto próprio”, sublinhou o socialista Manuel Machado, que 5 anos após a sua “reencarnação municipal” mantém em funções a administração nomeada pelos seus antecessores do PSD.

Manter-se-ão a participação direta do município e dos acionistas interessados, adiantou Manuel Machado, destacando que a internalização da empresa na Câmara visa resolver “a questão do buraco financeiro”, responsabilizando-se o município pelos “compromissos que o iParque assumiu com terceiros, incluindo bancos”.

O parque é atualmente detido pelo município, com uma participação de cerca de 90%, e por 11 outras entidades, como a Universidade, o Instituto Pedro Nunes e empresas que nunca fizeram o que tinham prometido.

“A alternativa seria a liquidação da empresa [gestora do parque], com devolução de fundos europeus”, mas isso “já está resolvido”, frisou o autarca e candidato.

A “internalização” do iParque pela Câmara Municipal  de Coimbra pode custar 7 milhões de euros à Câmara Municipal de Coimbra.

Manuel Machado confessou isto na reunião desta segunda feira, 22 de maio, da Câmara Municipal de Coimbra que o município pode ser “obrigado” a devolver 7 milhões de euros de fundos europeus por causa da inevitável extinção da empresa Coimbra Inovação Parque SA.

O líder do município conimbricense adiantou nessa dia que ia contratar uma entidade especializada na área financeira e jurídica para evitar a obrigatoriedade de devolução dos dinheiros da Europa, mas ainda não deu conta do que foi apurado.

Recordamos que o Conselho de Administração do iParque tem apenas dois elementos (Magalhães Cardoso e Paulo Mendes) desde que Veiga Simão abandonou (em abril de 2015) as funções que para ocupar o cargo de Vice-Presidente da CCDRC.

Segundo dados disponíveis na Conservatória do Registo Comercial de Coimbra o mandato desta administração terminou em 15 de maio de 2016 e de acordo com o deputado municipal Nuno Freitas não aproveou as contas desse ano.

A Câmara Municipal de Coimbra é a principal acionista da Coimbra Inovação Parque, com 90,23%. A lista de acionistas inclui ainda a Universidade de Coimbra (1,79%), a SI Vales – Saúde e Vida, SGPS, Lda. (1,62%), a Associação Comercial e Industrial de Coimbra (1,44%) e o Novo Banco (1,44%).

O Conselho de Administração do Coimbra Inovação Parque é liderado por Paulo Mendes em representação da falida Associação Comercial e Industrial de Coimbra.

O edil nunca explicou porque mantém em funções Paulo Mendes, comerciante na área da decoração.

 

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com