Conecte-se connosco

Justiça

Internamento para homem que matou vizinho em Meãs do Campo (Com vídeo)

Publicado

em

O Tribunal de Coimbra considerou, hoje, inimputável perigoso, o homem de 56 anos que matou um vizinho e feriu outro com recurso a uma espingarda, em Meãs do Campo, Montemor-o-Velho, em maio de 2021.

O coletivo de juízes do Tribunal de Coimbra deu como provada quase a totalidade dos factos que vinham descritos na acusação, subscrevendo também a posição do Ministério Público que já defendia a inimputabilidade do arguido.

Por ser inimputável, houve uma desqualificação dos crimes que João dos Prazeres (era acusado de homicídio qualificado na forma consumada e tentada), tendo sido absolvido.

Por ser considerado inimputável perigoso, o arguido está agora sujeito a internamento num estabelecimento próprio para o efeito, num período mínimo de três anos e máximo de 16 anos.

O internamento poderá prolongar-se para lá dos 16 anos, caso se comprove que, no final desse período, a perigosidade se mantém.

Os factos remontam para o final da tarde de 14 de maio do ano passado, quando o homem, munido de uma espingarda de caça grossa com mira ótica, disparou  contra dois vizinhos, tendo provocado a morte quase imediata a uma das vítimas.

Após os disparos, o arguido voltou a carregar a arma e barricou-se dentro da sua casa, durante cerca de duas horas, tendo acabado por se entregar às autoridades.

Veja o vídeo do Direto NDC:

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade