Conecte-se connosco

Politécnico

Instituto de Engenharia de Coimbra junta Portugal e Brasil para cursos de dupla titulação

Publicado

em

O Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC) está a preparar cursos de dupla titulação para que “os estudantes portugueses e brasileiros possam ser simultaneamente diplomados pelo ISEC e pela universidade correspondente no Brasil”.

Segundo o ISEC, no âmbito do processo de preparação dos cursos de dupla titulação com o Brasil, o ministro da Secretaria Geral da Presidência da República Federativa do Brasil, Luiz Eduardo Ramos, visita a instituição portuguesa na quinta-feira, pelas 10:00.

“Apesar da tutela do ensino superior no Brasil pertencer ao Ministério da Educação, o ministro Luiz Eduardo Ramos tem um papel de coordenação no Governo federal que é muito importante para os interesses do ISEC”, afirmou o presidente do ISEC, Mário Velindro.

Este responsável considerou que a visita do governante “representa a atenção e o interesse com que o Governo brasileiro vê a possibilidade de haver estudantes seus a completar ciclos de estudos em Coimbra e estudantes do ISEC a fazer o mesmo no Brasil”.

“Será a oportunidade de um membro do Governo brasileiro conhecer pessoalmente os nossos laboratórios, os nossos projetos e o tipo de parcerias que temos com algumas das empresas mais inovadoras que atuam no mercado português”, afirmou o presidente do ISEC.

Segundo Mário Velindro, estão a ser dados todos os passos nos dois lados do Atlântico “para que, no final dos cursos, os estudantes portugueses e brasileiros possam ser simultaneamente diplomados pelo ISEC e pela universidade correspondente no Brasil”.

“Os cursos de Engenharia Civil e de Engenharia Mecânica estão na primeira linha deste projeto, pretendendo-se que os seus estudantes frequentem aulas presenciais, quer no ISEC, quer nas respetivas universidades no Brasil, tendo aulas ‘online’ em comum”.

O ISEC recordou que a possibilidade dos cursos de dupla titulação a partir de Coimbra ganhou forma durante a visita a Brasília do seu presidente, na última semana de maio.

Segundo o ‘site’ do Ministério da Educação brasileiro, Mário Velindro discutiu “temas como a dupla titulação, cursos virtuais conjuntos, projetos de energia limpa e cidades inteligentes, transformação digital, organização de conferências para troca de experiências” com responsáveis das secretarias de Educação Profissional e Tecnológica e da Educação Superior, com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

“A internacionalização do ensino e da nossa investigação aplicada para o mercado do Brasil é uma das prioridades do ISEC neste momento: tanto o mercado de estudantes brasileiros, como o mercado empresarial do Brasil, têm um potencial imenso”, afirmou Mário Velindro.

Na opinião do responsável, seja para o ISEC receber estudantes do Brasil nos seus cursos, em Coimbra, seja para os seus diplomados iniciarem carreiras profissionais de sucesso em grandes empresas brasileiras, a instituição que dirige está a “construir uma enorme janela de oportunidades para os próximos anos”.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com