Políticos

“Insensibilidade social enorme”. Diretor da FEUC “rasga” líder do Banco Central Europeu

António Alves | 10 meses atrás em 13-09-2023

O diretor da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (FEUC), Álvaro Garrido, criticou esta quarta-feira, 13 de setembro, a presidente da Comissão Europeia pela ausência no discurso do Estado da Nação da necessidade de uma nova política orçamental.

PUBLICIDADE

Na mesa redonda, promovida pelo Europe Direct Região de Coimbra e de Leiria, o docente lembrou que a política de transição energética em curso vai criar “uma pressão orçamental que implicará reformular as regras da dívida e do défice”. “As direitas são contra, mas ao centro há um certo consenso, o que seria uma boa notícia para Portugal”, disse.

Álvaro Garrido afirmou que, no dia de hoje, Portugal foi aos mercados de dívida e “o serviço está a agravar-se seriamente para Portugal e a amarrar-nos muito em termos de política pública”.

PUBLICIDADE

Nesse âmbito, o diretor da FEUC considerou mesmo “chocante”, “desumano” e de uma “insensibilidade social enorme” o discurso da presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde. “É quase provocatório na sua sobranceria tecnocrática. Isso precisa de ser dito e não é entendível por parte dos cidadãos”, frisou.

Carregue na galeria sobre a mesa redonda na FEUC

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

O presidente da Comunidade Imtermunicipal Região de Coimbra (CIM-RC), Emílio Torrão, afirmou que o discurso de Ursula von der Leyen no Parlamento Europeu revelou “algumas posições dos partidos políticos” que estão presentes na governação europeia. Trata-se de uma intervenção, de acordo com o autarca, com “muitas mensagens subliminares, não muito explícitas”.

Apesar do bom trabalho, defendeu um maior aprofundamento da questão relativa à construção europeia “para não estarmos tão vulneráveis”.

Veja o Direto Notícias de Coimbra com Emílio Torrão

 

Na mesa redonda realizada na Sala Keynes, participaram ainda David Ferreira da Silva (especialista em comunicação política e assuntos europeus) , Dina Sebastião (docente da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra) e Jorge Brito ( secretário executivo da CIM Região de Coimbra e coordenador da Rede de Eleitos Locais). A moderação esteve a cargo do docente da FEUC, Bernardo Fazendeiro.

Veja o Direto Notícias de Coimbra com a mesa redonda na FEUC

 

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE