Conecte-se connosco

Saúde

Inês Laíns estudou em Coimbra e é reconhecida nos EUA como uma das 40 oftalmologistas mais promissoras com menos de 40 anos 

Publicado

em

Na lista de médicos portugueses reconhecidos além-fronteiras há um nome que ganha cada vez mais destaque: Inês Laíns. A oftalmologista, que já conquistou vários prémios no país onde vive atualmente, os Estados Unidos, resultado dos trabalhos de investigação que tem realizado ao longo da sua carreira, acaba agora de ser incluída na lista dos 40 oftalmologistas com menos de 40 anos mais promissores naquele país. 

A distinção é feita pelos pares, resultado de um repto lançado pela Ophthalmology Management, uma revista destinada aos especialistas da área da oftalmologia, que decidiu dar destaque à próxima geração destes profissionais com base nas indicações dadas pelos leitores. Foi a estes que pediu nomes de oftalmologistas com menos de 40 anos que tivessem demonstrado potencial para vir a ser futuros líderes em oftalmologia, seguindo-se a seleção, feita por um comité de especialistas. Quanto ao anúncio, esse foi feito no congresso anual da Academia Americana de Oftalmologia, que se realizou em Chicago, de 30 de Outubro a 3 de Novembro.

“Trata-se de um reconhecimento importante para mim, sobretudo por ser feito pelos meus pares e num país tão grande como os Estados Unidos, onde há muitos e excelentes profissionais”, refere a médica portuguesa. “É também muito gratificante quando a nossa dedicação é reconhecida. No fundo é mais um incentivo para continuar e, até certo ponto, uma confirmação de que estou no caminho certo”, acrescenta.

Inês Laíns completou a sua formação médica na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, onde o seu desempenho académico mereceu múltiplas distinções.

Apesar de ter iniciado a sua carreira de oftalmologia no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), mudou-se para Harvard após ter recebido um prémio da Fundação para a Ciência e Tecnologia/Programa Harvard Medical School Portugal. Este prémio deu-lhe a oportunidade de rumar ao Massachusetts Eye and Ear (MEE)/Harvard Medical School, nos EUA, onde atualmente é oftalmologista e está a fazer treino adicional (um fellowship) em  cirúrgia vitreoretineana. Nos EUA, Inês já conquistou várias distinções, entre as quais, mais recentemente, um prémio de investigação da Vitreoretinal Surgery Foundation.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com