Conecte-se connosco

Portugal

Incêndio no Sabugal é combatido por 191 operacionais

Publicado

em

 O incêndio que começou na sexta-feira em Casteleiro, Sabugal, distrito da Guarda, continuava a ser hoje, ao meio-dia, considerado o mais importante pela Proteção Civil, envolvendo 191 operacionais, 51 veículos no terreno e dois helicópteros.

A informação publicada no site da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) às 12:00 indica que o incêndio continua “em curso”.

No total, registam-se 29 fogos rurais, que mobilizam 794 operacionais, 224 veículos no terreno e oito meios aéreos no combate às chamas.

Dois destes fogos estão em curso, sete em resolução e 20 em conclusão, de acordo com a terminologia adotada pela ANEPC.

Em Vila Real, estão assinaladas oito ocorrências, com 369 operacionais, 109 veículos e dois meios aéreos.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou na sexta-feira mais de 50 concelhos dos distritos de Braga, Vila Real, Bragança, Guarda, Viseu, Coimbra e Castelo Branco em perigo máximo de incêndio rural.

O IPMA colocou também vários concelhos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Vila Real, Bragança, Viseu, Coimbra, Leiria, Castelo Branco, Guarda, Santarém, Portalegre, Lisboa, Beja e Faro em perigo muito elevado e elevado de incêndio rural.

O perigo de incêndio rural vai manter-se elevado em algumas regiões do continente pelo menos até terça-feira, indicou o instituto.

O perigo de incêndio, determinado pelo IPMA, tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo, e os cálculos são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com