Conecte-se connosco

Portugal

Incêndio em navio mercante causou dois mortos

Publicado

em

Dois homens morreram hoje na sequência de um incêndio na casa das máquinas de um navio mercante que se encontrava a cerca de 51 quilómetros do Cabo Espichel, Sesimbra, disseram à agência Lusa fontes do INEM e da Marinha portuguesa.

Segundo as mesmas fontes, as duas vítimas, de nacionalidade estrangeira, que ainda foram resgatadas por um helicóptero da Força Aérea Portuguesa (FAP) “em estado inconsciente com suspeitas de inalação de fumos”, acabaram por morrer.

Em comunicado, a Marinha refere que, depois de ter sido dado o alerta para o incêndio, pelas 22:45 de segunda-feira, o Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa (MRCC Lisboa) mobilizou para o local o navio da Marinha portuguesa NRP António Enes e uma aeronave da Força Aérea Portuguesa, um helicóptero EH-101, com uma equipa médica do INEM (Instituto Nacional de Emergência Médica) a bordo.

A Marinha refere ainda que o incêndio confinado à casa das máquinas do navio mercante, com bandeira de Malta e um total de 23 tripulantes a bordo, foi, entretanto, extinto com recurso aos meios e elementos do próprio navio.

Fonte oficial da Marinha portuguesa adiantou à agência Lusa que o navio mercante ficou sem propulsão e que está a ser acompanhado pela corveta António Enes, para garantir a segurança dos tripulantes e daquela área de navegação.

A mesma fonte referiu ainda que o armador do navio já informou os familiares das vítimas e que já está a preparar um plano de remoção do navio.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade