Conecte-se connosco

Cidade

Improve Coimbra cria mapa inspirado nos metros para facilitar o uso de autocarros

Publicado

em

 O encontro mensal Improve Coimbra vai lançar em janeiro de 2014 um mapa inspirado nos metros de Madrid, Londres e Paris para facilitar e simplificar o uso de autocarros na cidade.

O mapa, desenvolvido durante três meses, destina-se a turistas, estudantes estrangeiros ou até a cidadãos de Coimbra que andem pouco de autocarro na cidade.

Henrique Macedo, designer que participa no Improve Coimbra, é um desses cidadãos que pouco anda de autocarro pela cidade e que teve a ideia de criar um mapa de metro para autocarros, quando, um dia, estava à espera desse transporte, e lhe fez confusão toda a informação e nomes desconhecidos que encontrava nos horários da paragem.

O designer de Coimbra decidiu então criar um mapa com “uma linguagem mais universal”.

O mapa terá seis linhas dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC), que, segundo Henrique Macedo, foram escolhidas usando um software desenvolvido por Miguel Laginha, na plataforma “Open Stop Transport”.

O designer cruzou informação e descobriu quais as linhas que “conseguiam abranger quase todos os pontos de interesse” da cidade e que tinham uma maior frequência.

Do cruzamento de informação, ficaram seis linhas que constituem este mapa – 5, 7, 14, 24, 34 e 38 -, sendo que todas as linhas têm, “no mínimo, três autocarros por hora”, de forma a se evitar utilizar um horário.

Henrique Macedo contou à agência Lusa que agora o Improve Coimbra quer criar mapas de bolso, havendo também a possibilidade de afixar os mapas nas paragens de autocarro, procurando parcerias com a Turismo de Coimbra e com os SMTUC.

O Improve Coimbra, que dinamiza um encontro mensal aberto a todos os cidadãos, em que se debatem ideias de baixo custo para melhorar a cidade, lançou também, recentemente, um sítio onde as pessoas poderão comparar os valores das rendas de Coimbra.

O projeto, desenvolvido por Sérgio Santos, Cláudio Acabado, Luís Cardoso e Pedro Gaspar, apesar de estar no seu início, já poderá ser consultado em rendas.improvecoimbra.org.

“Coimbra é uma cidade com muita rotatividade, em que há muita oferta e procura de quartos e apartamentos”, explicou Sérgio Santos, considerando que estudantes e não estudantes poderão “ter muito interesse em comparar preços”, visto que, “quando alguém procura um quarto, não sabe se o valor que vai pagar é alto ou baixo para aquela zona”.

Qualquer pessoa poderá ir ao sítio da internet e colocar o valor que paga e a localização do quarto ou apartamento, através do código postal, sendo que a base de dados será alimentada pelas pessoas que vão inserindo, de forma anónima, o valor das suas rendas.

Inserido o valor, dará para comparar a renda paga em determinada zona da cidade com as restantes já inseridas, sendo a referência a renda mediana e não a média das rendas, para se evitar “que preços demasiado baixos ou demasiado altos influenciem o valor referência”.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com