Economia

IGAC inspeccionou mais de 200 recintos e espaços de cultura e detetou 108 ilícitos

Notícias de Coimbra | 11 anos atrás em 05-10-2013

Mais de 200 recintos de espetáculos e tauromaquia, salas de cinema, reprografias e espaços de diversão noturna foram alvo de inspeção até setembro, tendo sido detetados 108 ilícitos, revelou à Lusa a Inspeção-Geral das Atividades Culturais (IGAC).

PUBLICIDADE

Num balanço da atividade entre janeiro e setembro, a IGAC inspecionou 236 espaços, a maioria (148) dos quais referentes a estabelecimentos de diversão noturna – bares ou discotecas, por exemplo – por causa da execução pública de música.

No total, foram decididos 58 processos de contraordenação, que resultaram em “sanções de admoestação ou de multa”.

PUBLICIDADE

Foram também inspecionadas 33 salas de cinema, seis salas de teatro, 43 reprografias e seis recintos de tauromaquia, com maior incidência geográfica na região de Lisboa, Porto, Algarve, assim como nos distritos de Coimbra, Aveiro, Leiria e Viseu.

As ilegalidades detetadas, mais de uma centena, relacionam-se com ausência de licenças de recinto e de registos de promotores, execução pública e gravação de música sem autorização dos autores (violando legislação de direitos de autor e direitos conexos) ou infrações da lei do preço fixo do livro.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

De acordo com dados do IGAC, até setembro foram apreendidos 88.400 ficheiros ilegais de música, 17 computadores portáteis e 20 “pen drive”. Foram destruídos mais de 81.000 CD e DVD e 1.285 obras científico-literárias que violavam a lei.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE