Conecte-se connosco

Região

Identificada oficina que fez descarga de hidrocarbonetos para rio Nabão em Ansião

Publicado

em

A GNR identificou uma oficina de Ansião, no distrito de Leiria, que fez uma descarga ilegal de hidrocarbonetos para o rio Nabão, tendo elaborado um auto de notícia por crime de poluição, anunciou hoje esta força policial.

Num comunicado lê-se que o Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Pombal da GNR, na sequência de uma denúncia, detetou na terça-feira “uma descarga ilegal de hidrocarbonetos para a linha de água do rio Nabão, no concelho de Ansião”.

Segundo a GNR, a “descarga ilegal contaminada com hidrocarbonetos” ocorreu “sem ser sujeita a qualquer tipo de tratamento”.

“No seguimento da ação procedeu-se à recolha de amostras do efluente descarregado ilegalmente, tendo sido entregues no laboratório de referência da Agência Portuguesa do Ambiente”, adianta o comunicado

No decorrer da ação foi ainda acionada uma equipa da Unidade de Emergência de Proteção e Socorro da GNR, para apoio na contenção da descarga e identificação da fonte poluidora.

Estiveram também presentes no local para prestar apoio, limpeza e gestão logística elementos da Câmara de Ansião, Proteção Civil Municipal, Bombeiros Voluntários de Ansião, e da Administração de Região Hidrográfica do Centro, Tejo e Oeste.

“Esta ação resultou na elaboração de um auto de notícia por crime de poluição, tendo os fatos sido remetidos ao Tribunal Judicial de Pombal”, refere o comunicado da GNR, salientando que as descargas ilegais de hidrocarbonetos constituem “uma prática tóxica para a saúde pública com danos ambientais muito significativos nos ecossistemas”.

Fonte da GNR disse à agência Lusa que a origem da descarga foi uma oficina, sendo que uma investigação preliminar indica tratar-se de um acidente.

“O caudal do rio neste momento é bastante diminuto, o que permitiu conter a descarga”, acrescentou a mesma fonte.

No comunicado, a GNR lembra que os cidadãos têm ao dispor a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520), em funcionamento permanente, que é “uma ferramenta de sucesso ao serviço do cidadão, quer na denúncia das infrações ambientais ou no esclarecimento de dúvidas ambientais”.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade