Conecte-se connosco

Desporto

Hugo Almeida recorda que Portugal se habituou a “fazer grandes jogos com as grandes seleções”

Publicado

em

O antigo ponta de lança Hugo Almeida acredita que o facto de a seleção portuguesa de futebol se estrear no Grupo F do Euro2020 diante da Hungria lhe pode dar “vantagem” para o acesso aos oitavos de final.

Detentor do título europeu, Portugal entra em ação em 15 de junho, precisamente na capital húngara, Budapeste, num duelo agendado para as 17:00 locais (17:00 em Lisboa), e o antigo internacional luso considera que a equipa das ‘quinas’ pode ficar em posição favorável para aceder à fase seguinte, já que França, atual campeã mundial, e Alemanha se defrontam três horas depois, na cidade germânica de Munique.

“Portugal tem a parte anímica do primeiro jogo ser logo contra a Hungria e de deixar esses adversários diretos jogarem um contra o outro. [Pode] ganhar pontos aí. Se a França empata com a Alemanha, há sempre pontos em vantagem e agora todos os pontos contam”, disse à Lusa o ex-jogador de emblemas como FC Porto, Werder Bremen (Alemanha) e Besiktas (Turquia).

Após o embate com a atual 37.ª classificada do ‘ranking’ da FIFA, a seleção treinada por Fernando Santos, quinta dessa tabela, defronta a Alemanha, 12.ª do ‘ranking’, no dia 19 de junho, em Munique, às 17:00 de Lisboa, e a França, no dia 23, em Budapeste, às 20:00 de Lisboa, em duas “finais” nas quais “tudo pode acontecer”, observa o antigo dianteiro.

Hugo Almeida acrescenta que Portugal se habituou a “fazer grandes jogos com as grandes seleções” nos sete Europeus em que já participou e tem a responsabilidade de defender o título conquistado em 2016, precisamente frente à seleção gaulesa, na final disputada em Paris (1-0, após prolongamento).

“São grandes jogos. Portugal tem um grupo fantástico, em que pode seguir em frente. E tem o título. Portugal é campeão em título e acho que o vai defender da melhor maneira”, frisou, a propósito do torneio em que os dois primeiros de cada um dos seis grupos e os quatro melhores terceiros classificados se apuram para os oitavos de final.

O antigo atleta realça ainda que o sucesso português no Euro2020 vai depender do estado “psicológico” de cada um dos 26 convocados pelo selecionador Fernando Santos e da forma como eles vão encarar a competição, após uma época que os deixou “cansados fisicamente e psicologicamente”.

Presente em duas fases finais do Europeu (2008 e 2012) e em duas do Mundial (2010 e 2014), Hugo Almeida considera importante a equipa das ‘quinas’ entrar “bem” no Euro2020, não só para ganhar uma eventual vantagem na ‘corrida’ pelos oitavos de final, mas também para manter o “foco e a ambição” no “auge” e impedir que alguns jogadores possam ir “um pouco abaixo animicamente”.

“Se não entrarmos bem numa competição, é sempre complicado. Não é das melhores sensações entrar numa competição a perder. Há vários fatores que não têm a ver com o treino ou como preparaste o jogo, mas sim com o teu psicológico”, esclarece.

Portugal, que é o detentor do troféu, integra o Grupo F do Euro2020, juntamente com Hungria, Alemanha e França, tendo estreia marcada na competição para 15 de junho, diante dos húngaros, em Budapeste, antes de defrontar os germânicos, em 19, em Munique, e os franceses, em 23, novamente na capital magiar.

O Euro2020, que foi adiado para este ano devido à pandemia de covid-19, realiza-se em 11 cidades de 11 países diferentes, entre 11 de junho e 11 de julho.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com