Conecte-se connosco

Coimbra

Hotel Mondego “renasceu” hoje para “prestar homenagem ao rio, à cidade e aos conimbricenses” (com vídeo)

Publicado

em

O histórico Hotel Mondego, desativado há largos anos, situado no coração da cidade de Coimbra, no Largo das Ameias, foi inaugurado hoje para “renascer e prestar homenagem ao Mondego, a Coimbra e às pessoas que cá moram” como explicaram os proprietários e irmãos Sofia e Paulo Andrade. Pronto há já “cerca de um ano,  a unidade hoteleira viu a reabertura atrasada por força da pandemia”.

Os proprietários, empresários naturais de Soure, da família fundadora dos Móveis Okapi, com loja em São João do Campo, quiseram reabrir o hotel no edíficio que havia sido adquirido pelos pais há cerca de duas décadas.

O hotel conta com 29 quartos, de diferentes tipologias, “quartos premium, oito quartos deluxe e os restantes são quartos duplos” e com preços a partir dos 70 euros consoante os dias e o tipo de quarto.

O Hotel Mondego conta ainda com um rooftop, que segundo os irmãos é uma espécie de joia da coroa do edifício pela privilegiada vista que oferece de Coimbra e da Universidade.

O terraço vai ser aberto ao público, terá um consumo mínimo de 3.50 euros, para que “tanto o turista que está hospedado no nosso hotel como as pessoas de Coimbra possam aceder ao mesmo e a esta paisagem”, explicou a empresária.

Sofia Andrade aproveitou para referir que existe o plano de “no verão fazer alguns sunset’s e também durante o resto do ano trazer o Fado que é tão valorizado e apreciado na nossa cidade, mas também pelos turistas, é claro”.

Paulo Andrade lembrou que este “é um hotel histórico, um dos primeiros hotéis a surgir na cidade de Coimbra, local de muitas histórias, e achámos que fazia todo o sentido fazer renascer o hotel. Tivemos aqui uma empresa de mobiliário durante cerca de 25 anos e quisemos fazer renascer o Hotel Mondego, numa zona bonita de Coimbra, inserida no património da Unesco, então esta reabertura faz todo o sentido”.

Sofia Andrade finalizou explicando que o principal objetivo com este renascimento da unidade hoteleira foi o de prestar homenagem às águas do Mondego: “O foco foi o rio Mondego, portanto temos vários pormenores como por exemplo: a numeração dos quartos é em gota, pelas gostas do nosso rio, um terraço ao pé da sala do pequeno almoço onde temos a nascente do Hotel Mondego, e isso é algo que nós quisemos trazer, o Mondego. Quisemos pretas homenagem a Coimbra, ao rio Mondego e às pessoas que cá moram”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link