Assinaturas NDC

Apoie a nossa missão. Assine o Notícias de Coimbra

Mais tarde

CHUC

Hospitais de Coimbra realizam intervenção pioneira em doente cardíaco

Notícias de Coimbra com Lusa | 1 ano atrás em 02-02-2023

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) realizou esta semana uma intervenção valvular mitral pioneira em Portugal num doente de 67 anos, com insuficiência cardíaca grave associada a regurgitação mitral severa, foi hoje anunciado.

PUBLICIDADE

Em comunicado, a unidade hospitalar salientou que o doente, alvo de vários internamentos nos últimos dois anos, encontrava-se internado por descompensação cardíaca e foi proposto para uma intervenção valvular percutânea, através de cateterismo e colocação de duas próteses valvulares, “com o novo sistema Pascal Precision da Edwards Lifesciences”.

“A intervenção decorreu sem incidentes e o doente teve alta dois dias depois, melhorado clinicamente e com uma perspetiva de menor número de internamentos no futuro e seguramente melhor qualidade de vida”, refere a nota.

O sistema Pascal Precision da Edwards Lifesciences “apresenta vantagens evidentes em relação ao anterior, graças ao revestimento hidrofílico, novo sistema de controlo da prótese e mais um fixador que permite uma maior estabilidade e previsibilidade de movimentos, com menor necessidade de compensações e, consequentemente, melhores resultados”.

Lino Gonçalves, diretor do Serviço de Cardiologia, realça “os bons resultados desta técnica de reparação mitral, com uma taxa de sucesso superior a 95%, sendo o CHUC o maior centro nacional, com 38 doentes tratados em 2022”.

Segundo o coordenador da Unidade de Intervenção Cardiovascular do Serviço de Cardiologia “esta é, de facto, uma alternativa terapêutica para os doentes não candidatos a cirurgia cardíaca após discussão em ‘Heart Team’, isto é, um grupo constituído por especialistas altamente diferenciados de cardiologia de intervenção, cirurgia cardíaca, imagem cardíaca avançada e cardiologia clínica”.

Segundo Marco Costa, esta nova técnica tem um impacto grande na redução da mortalidade e morbilidade dos doentes com insuficiência cardíaca, conforme os estudos clínicos o demonstram.

O especialista salienta que se trata de “uma técnica muito complexa, que obriga a uma rigorosa seleção dos casos para manter a elevada taxa de sucesso, bem como a um trabalho de equipa coeso, com a ajuda inestimável de especialista na área de imagem (ecocardiografia transesofágica 3D)”.

A intervenção foi realizada por uma equipa constituída pelos médicos cardiologistas Marco Costa, Luis Paiva, Manuel Santos, Ana Botelho e Luis Puga (imagem cardíaca) e Joaquim Viana, anestesiologista.

 

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com