Conecte-se connosco

Crimes

Homem que matou duas mulheres no Centro Ismaili estaria apaixonado por uma das vítimas

Publicado

em

FOTO: Red SOS Refugiados Europa

O homem que matou à facada duas mulheres no Centro Ismaili, em Lisboa, encontra-se hospitalizado no Curry Cabral. Abdul Bashir teria uma “obsessão amorosa” por Mariana, a vítima mais nova, segundo informações dadas por testemunhas à PJ, avança a CNN Portugal.

De acordo com o mesmo canal, foram membros da comunidade ismaelita que contaram à autoridade que, recentemente, o cidadão afegão teria desenvolvido um interesse amoroso por Mariana Jadaugy, de 24 anos, que acabou por matar com uma faca. 

Quanto ao misterioso telefonema que terá recebido  momentos antes de iniciar o ataque, o Jornal de Notícias (JN) refere que “Abdul Bashir já andaria deprimido e, na véspera de viajar para a Suíça com os três filhos menores, recebeu por telefone a nega de um documento oficial sem o qual não podia ir para Zurique. Terá sido esta notícia que levou o refugiado afegão a matar duas mulheres e a esfaquear também um professor.”

O diretor nacional da Polícia Judiciária, Luís Neves afirmou que “não há um único indício” de que o ataque tenha sido um ato terrorista, admitindo ter resultado de “um surto psicótico do agressor”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com