Conecte-se connosco

Região

Helena Teodósio quer metro a ligar Coimbra à Mealhada por Cantanhede

Publicado

em

A presidente da Câmara de Cantanhede, Helena Teodósio, disse hoje que a solução mais viável e vantajosa para integrar no Plano de Expansão do Sistema de Mobilidade do Mondego é a ligação Coimbra–Cantanhede–Mealhada.

Helena Teodósio está “muito satisfeita” por o Plano de Expansão do Sistema de Mobilidade do Mondego (SMM) equacionar a construção de um troço para Cantanhede e, posterirmente, a ligação à Mealhada, “criando assim mais um importante circuito do sistema de mobilidade de âmbito regional a partir de Coimbra”.

A ligação de Coimbra a Cantanhede e à Mealhada traz “imensos” benefícios, desde logo ao nível dos “movimentos pendulares das populações de e para Cantanhede”, sustentou, em declarações à agência Lusa, Helena Teodósio.

Na manhã de hoje, o presidente da Câmara Municipal da Mealhada, António Jorge Franco, avançou que o Plano de Expansão do Sistema de Mobilidade do Mondego inclui ligação à Mealhada, a Cantanhede e a Anadia, estando em cima da mesa três possíveis traçados, entre Coimbra e estes concelhos da Bairrada.

O estudo para a Expansão do Sistema de Mobilidade do Mondego está a ser realizado pela Comunidade Intermunicipal (CIM) Região de Coimbra.

Para a autarca de Cantanhede, “o percurso mais viável e vantajoso é o que liga Cantanhede a Coimbra, com passagem por Ançã, Portunhos e Outil, São João do Campo e Geria”.

“De acordo com o projeto que nos foi apresentado, esse percurso prolongar-se-á ainda ao ‘Biocant Park’ e às zonas industriais de Cantanhede e Febres, por um lado, e à zona industrial de Murtede, por outro, prosseguindo desta para a Mealhada”, sublinhou.

Esta é a solução que o município de Cantanhede, distrito de Coimbra, vai defender, não só por ser uma solução “importante” ao nível do “desenvolvimento económico e social, mas também porque é a que se afigura mais favorável para a consolidação de um sistema de mobilidade sustentável na região”, concluiu.

Já a preferência de António Jorge Franco recai na ligação Coimbra – Mealhada – Cantanhede. Além desta e da ligação Coimbra–Cantanhede – Mealhada, está também a ser equacionado o traçado que liga Coimbra à Mealhada e Coimbra a Cantanhede, sendo depois feita a ligação Cantanhede-Mealhada.

Segundo o autarca da Mealhada, as três opções preconizam ainda a ligação entre os municípios da Mealhada e da Anadia, no distrito de Aveiro.

O Sistema de Mobilidade do Mondego surgiu com o objetivo de retomar uma ligação interrompida em 1984, na zona da Portagem (Coimbra), através de um modo de transporte de características compatíveis com a circulação em meio urbano e suburbano.

Na cidade de Coimbra, a obra já está a decorrer, com as empreitadas de adaptação à solução Metrobus nos troços Alto de São João – Portagem e Serpins – Alto de São João (este correspondente ao antigo ramal ferroviário entre Serpins, Lousã, Miranda do Corvo e Coimbra).

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link