Conecte-se connosco

Lazer

Há marionetas de Portugal, Chile, Espanha e Japão à solta num festival grátis! Saiba qual é

Publicado

em

 O festival de marionetas Fora dos Eixos vai percorrer várias freguesias de Santa Maria da Feira entre a próxima sexta-feira e o dia 28, apresentando oito espetáculos e oficinas gratuitos por artistas de Portugal, Chile, Espanha e Japão.

O evento integra a programação anual do projeto “Artes em Itinerância”, com que essa câmara do distrito de Aveiro propõe até final do ano um total de 42 iniciativas distribuídas pelas 21 freguesias do concelho e agrupadas em 33 dias de atividade.

Em estreia mundial na Feira estará o espetáculo “Mil e Uma”, que esta sexta-feira é levado à cena no Centro Cultural de Milheirós de Poiares, pela Companhia Caricata, constituída por profissionais portugueses e espanhóis.

Segundo a própria companhia, a peça conta enredos do clássico da literatura “Mil e uma noites” com base numa perspetiva “atual, usando marionetas construídas com elementos de cozinha e adaptando a história para todos os públicos”.

Também este sábado, mas em Guisande, haverá teatro de Robertos pela companhia Red Cloud. Esse coletivo vai explorar o género artístico que surgiu no século XVIII e que, em 2021, foi classificado como Património Cultural Imaterial Português, recorrendo para isso a dois espetáculos: “O Barbeiro” e “A Tourada”.

Para domingo, há depois duas propostas em Mosteirô: de manhã, “Marionetas de Circo”, com que o marionetista Rui Sousa dará vida a um trapezista, um malabarista, um contorcionista e outras personagens da lida circense, sempre recorrendo a pequenos bonecos manipulados por fios; de tarde, “O Pedro, a Mentira e o Lobo”, com que o grupo teatral Fio d’Azeite explora as lições que um jovem pastor retira do tempo que passa a brincar com os animais do campo.

Segue-se, a 26 de agosto, em Romariz, o espetáculo “Robot”, em que o marionetista chileno David Zuazola cria um mundo em que seres humanos e máquinas coabitam pacificamente até que elas começam a pensar por si mesmas e os governos decidem extingui-las. “Um dia, uma menina em cadeira de rodas vai para longe de sua casa e chega a um campo de concentração onde conhece um robô, provavelmente o último do planeta Terra”, adianta a sinopse do artista.

O dia seguinte repete a performance “Marionetas de Circo” no Museu do Papel, em Paços de Brandão, e a 28 de agosto o Fora dos Eixos prossegue com “O Ninho”, que a companhia Partículas Elementares levará à cena no Museu de Santa Maria de Lamas. Inspirado num poema de Miguel Torga, esse espetáculo é anunciado como “o mais arriscado” no portefólio da referida companhia, por se propor contar uma história “sem uma única palavra”, recorrendo apenas a “poesia visual pura” revelada nos detalhes.

No mesmo dia e no mesmo local, o ciclo de marionetas da Feira termina com “Namban Jin”, espetáculo em que a nipónica Beniko Tanaka evocará as origens da relação histórica entre Portugal e o Japão para contar a história de um jovem dividido entre a vontade de seguir esses “bárbaros do sul” e o desejo de agradar ao pai tornando-se um samurai. Como cenário, “as preciosas imagens de arranjos de flores tradicionais com camélias japonesas, mostrando ao público um novo mundo fantástico onde a arte pode derreter a estranheza dos outros”.

O festival Fora dos Eixos também integra oficinas de construção de marionetas abertas à população em geral, este sábado em Guisande e no dia 27 em Paços de Brandão. Conduzidas pelo artista local Rui Sousa, essas oficinas obrigam a inscrição prévia no site da Câmara Municipal da Feira e vão envolver materiais recicláveis como caixas de ovos e retalhos de tecido.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade