Conecte-se connosco

Empresas

Grupo Lusiaves inaugura Parque Fotovoltaico em Soure

Publicado

em

O secretário de Estado do Ambiente e da Energia, João Galamba, inaugurou, hoje de manhã, o Parque Fotovoltaico da Quinta da Cruz, no concelho de Soure, com a presença do presidente do Conselho de Administração do Grupo Lusiaves, Avelino Gaspar, de administradores do grupo, de autarcas, do deputado João Gouveia, de representantes das empresas EDP Comercial, REN, E-Redes, Galp, Energycon, Painhas,  do Instituto Eletrónico Português (IEP)  e da Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG).

Num investimento de cerca de 10 milhões de euros, o Grupo Lusiaves torna-se na primeira empresa a ter em pleno funcionamento um parque fotovoltaico resultante do Leilão Solar 2019 promovido pelo Ministério do Ambiente e da Transição Energética. 

Os 30 mil módulos da Quinta da Cruz, empresa do Grupo Lusiaves, totalizam uma capacidade instalada de 17,37 MW e uma produção anual que será suficiente para fornecer eletricidade a mais de 8000 habitações familiares portuguesas.

No discurso de inauguração do Parque Fotovoltaico da Quinta da Cruz, o comendador Avelino Gaspar e fundador do Grupo Lusiaves, transmitiu ao secretário de Estado do Ambiente e da Energia, João Galamba, que o grupo a que preside “sentiu o pragmatismo e a celeridade da sua Secretaria de Estado e dos serviços que tutela. Bem-haja por essa diferença num país em que a burocracia ainda nos faz perder o entusiasmo para investir mais”. 

“O caminho do nosso Grupo nesta matéria [sustentabilidade ambiental] começou há muitos anos, mas foi há 10 anos que demos um salto importantíssimo com a criação da Made Better, a nossa empresa especificamente vocacionada para a produção de energia elétrica através de fontes renováveis”, afirmou o comendador Avelino Gaspar.

O presidente do Grupo Lusiaves reforçou ainda a ideia de que os investimentos na área da sustentabilidade ambiental “são investimentos que nos permitem atenuar o forte impacto do aumento dos custos energéticos que, como todos saberão, tem um peso enorme nos nossos custos globais”. Investimentos esses que, segundo Avelino Gaspar, “permitem evitar anualmente a emissão de cerca de 15 mil toneladas de CO2. A isto eu chamo ‘honrar a nossa responsabilidade ambiental”. “O grupo a que tenho a honra de presidir continuará a estar na linha da frente da sustentabilidade ambiental, desta forma contribuindo para apoiar as comunidades onde desenvolvemos a nossa atividade”, sublinhou o presidente do Grupo Lusiaves.

Quanto ao futuro, o comendador Avelino Gaspar foi taxativo: “o futuro, seja qual for o itinerário ou os projetos a abraçar, terá de ser construído sobre três pilares: o compromisso sério pela proteção dos recursos naturais, a inovação tecnológica, que nos permite fazer mais e melhor, e o desenvolvimento de uma economia circular”.

O Grupo Lusiaves, através da empresa Made Better, possui unidades de produção de energia dispersas a nível nacional, com 83 instalações, 46 designadas de Unidades de Pequena Produção (UPP) com o acumulado de 6 megawatts instalados; 37 unidades de Unidade de Produção de Autoconsumo (UPAC) com o acumulado de 8,6 megawatts instalados; e um Centro Eletroprodutor, na Quinta da Cruz, com 17,37 megawatts ligado à rede pública de distribuição em alta tensão através de uma subestação de 60kV própria.

A Made Better, fundada em 2012, conta, atualmente, com cerca de 32 megawatts instalados, através de mais de 68 mil módulos solares de diversas potências. Esta atividade permite evitar anualmente a emissão de aproximadamente 15 mil toneladas de CO2, valor equivalente a cerca de 130 milhões de quilómetros percorridos de automóvel ou fornecer energia elétrica a cerca de 15 mil habitações.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com