Conecte-se connosco

Bares

Governo aprova medida que suspende providência do Elefante Branco contra novo horário de bares e discotecas

Publicado

em

 O Governo aprovou hoje uma medida que suspende a providência cautelar de um bar de Lisboa contra a decisão de que estes estabelecimentos só podem abrir como cafés ou pastelarias, tendo de encerrar às 20:00.

DR

Na conferência de imprensa após o Conselho de Ministros, o primeiro-ministro, António Costa, informou que foi aprovada uma resolução fundamentada que impede a providência cautelar interposta pelo espaço de diversão noturna Elefante Branco para poder funcionar até às 04:00.

“O Conselho de Ministros aprovou a resolução fundamentada que impede essa providência cautelar”, disse.

Em declarações à agência Lusa, o advogado do bar Elefante Branco, José Manuel Castro, explicou que a medida do Governo tem “efeitos imediatos” e que as normas impugnadas pelo bar “voltaram a estar em vigor”.

“Essa resolução fundamentada revoga os efeitos da providência cautelar, da admissão da providência cautelar, até o tribunal tomar decisão definitiva sobre a matéria”, afirmou, acrescentando que “o Governo apresentou uma resolução fundamentada invocando o interesse público”.

De acordo com José Manuel Castro, com a entrada da resolução fundamentada em tribunal, o Elefante Branco deixa de poder funcionar até às 04:00.

Na quarta-feira, o tribunal administrativo e fiscal de Lisboa admitiu a providência cautelar do Elefante Branco contra a decisão do Governo que determina o horário de funcionamento dos estabelecimentos noturnos igual ao de cafés ou de pastelarias.

O advogado do bar Elefante Branco, explicou, na ocasião, que se tratava de uma decisão provisória, porque o tribunal ainda esperava uma “resolução fundamentada do Governo”.

Em agosto, o Elefante Branco interpôs uma providência cautelar contra a decisão tomada pelo Conselho de Ministros, em 30 de julho, que determinou que os bares e discotecas, encerrados até então, poderiam funcionar enquanto pastelarias ou cafés, desde que cumprissem as mesmas regras de distanciamento destes estabelecimentos.

Os bares e discotecas que optassem por esta possibilidade podem funcionar até às 20:00 na Área Metropolitana de Lisboa e até às 01:00 (com limite de entrada às 24:00) no resto do território continental, como a restauração.

Na altura, José Manuel Castro contava à Lusa que o estabelecimento interpôs uma providência cautelar contra a entrada em vigor das novas regras de horários, alegando “inconstitucionalidade orgânica do Governo para legislar sobre a matéria”.

“A providência [cautelar] visa anular e impugnar as normas que obrigam os estabelecimentos noturnos a funcionar como cafés ou pastelarias até às 20:00 e fundamenta-se numa inconstitucionalidade orgânica da Presidência do Conselho de Ministros”, frisou o advogado.

O Elefante Branco, que também funciona como restaurante, tem recebido clientes para refeições até às 00:00, com fecho à 01:00.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com