Conecte-se connosco

Polícias

GNR confunde açúcar com cocaína, mas Tribunal mantém homem preso

Publicado

em

Um homem foi detido em Moncorvo com pó branco e ficou em prisão preventiva, a medida de coação foi confirmada depois de o laboratório dizer que não era droga, segundo avança o Jornal de Notícias (JN).

Manuel Lourenço Gomes, de 46 anos, está em prisão desde maio de 2022 depois de ter sido apanhado pela GNR com cerca de 40 gramas de cocaína no carro. No entanto, após exames laboratoriais à substância, a droga era afinal açúcar.

A GNR interceptou-o em Verín, Espanha, e acabou por apreender o pó, suspeitando que se tratasse de droga, num teste rápido na farmácia, a substância reagiu positivamente e os militares acreditaram estar na presença de cocaína.

A publicação refere que o homem tinha o açúcar no porta-luvas do carro por ser diabético.

Mesmo depois dos testes apontarem que não se tratava de droga, tanto o Ministério Público como o juiz de instrução criminal de Torre de Moncorvo negaram a libertação do homem uma vez que se tornou suspeito de integrar a rede de tráfico transmontana.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com