Conecte-se connosco

Lazer

Francisco Costa quer apostar em carreira internacional e prepara-se para concerto no Convento São Francisco (com vídeos)

Publicado

em

É já na próxima sexta-feira, dia 4 de novembro, que o fadista Francisco Costa vai estrear o espetáculo “Imperfeito”, às 21h30, no grande auditório do Convento São Francisco. Este momento marca o início do seu novo álbum, com lançamento previsto para 2023. Em entrevista exclusiva ao Notícias de Coimbra, Francisco Costa revelou o que o público poderá esperar deste concerto e apresentou-se num ensaio de preparação.

“Este espetáculo mostra que todos somos diferentes e únicos à nossa maneira. É um espetáculo que conta com uma sonoridade um pouco diferente daquilo que estamos habituados no fado de Coimbra. É algo novo. Não quer dizer que seja melhor ou pior, mas é a nossa ideia que temos para o futuro deste musical”, partilhou Francisco Costa, de 27 anos e de Tomar, que é considerado um dos talentos emergentes da nova geração de intérpretes do fado de Coimbra.

O concerto será composto pelo repertório do mais recente álbum do artista “Retomar Coimbra”, juntamente com novos temas originais e clássicos. O espetáculo parte de uma das suas músicas “Não quero um amor perfeito para a vida” e lança o mote para a reflexão sobre o que nos apaixona.

O concerto singular conta com a presença do maestro Rodrigo Morte. Na guitarra portuguesa estará Luís Barroso, na guitarra clássica Luís Carlos Santos e Ni Ferreirinha no baixo e direção artística. Vão também subir ao palco Ricardo Dias, no piano, Amadeu Magalhães, no cavaquinho, e um quarteto de cordas liderado pelo violoncelista conimbricense Tiago Anjinho.

Refira-se que o jovem é natural de Tomar, mas carrega consigo a mais bela tradição de Coimbra. Aos 18 anos ingressou na Universidade de Coimbra, frequentou aulas de canto na vertente da interpretação do fado de Coimbra e passou a integrar dois grupos da Associação Académica de Coimbra, tornando-se também membro da Estudantina Universitária. Esteve ainda na Escola de Fado e Guitarra do Fado ao Centro e apresentou-se em concertos nas mais variadas salas de espetáculos em Portugal.

Quanto ao novo álbum, Francisco Costa garantiu ao NDC que o maestro Rodrigo Morte está a trabalhar neste projeto. “Uma vez que a ideia é elevar a um patamar mais internacional, achámos que seria importante continuar a colaboração com ele. E muitas coisas novas vão surgir”, disse.

Os bilhetes para o espetáculo podem ser adquiridos na Bol. Para a primeira plateia ou cadeiras de orquestra o valor do bilhete é de 10€ (exceto estudantes, maiores de 65, grupos no mínimo de dez pessoas, desempregados, profissionais das artes performativas e de música, cujo preço é 8€). Na segunda plateia ou balcão, o ingresso é de 8€ (exceto estudantes, maiores de 65, grupos no mínimo de dez pessoas, desempregados, profissionais das artes performativas e de música, cujo preço é 6€).

Veja a entrevista em direto de Francisco Costa ao NDC:

Ensaio em exclusivo para o NDC:

 

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com