Assinaturas NDC

Apoie a nossa missão. Assine o Notícias de Coimbra

Mais tarde

Desporto

França e Argentina em busca do ‘tri’ guiadas pela luz de Mbappé e Messi

Notícias de Coimbra | 1 ano atrás em 18-12-2022

 A campeã França e a Argentina disputam hoje a final do Mundial2022 de futebol, na qual ambas perseguem o terceiro título e que deverá disputar-se à luz das suas estrelas mais brilhantes: Kylian Mbappé e Lionel Messi.

PUBLICIDADE

O jogador argentino, um dos melhores da história, e o ‘velocista’ francês são colegas de equipa no Paris Saint-Germain e os principais candidatos ao troféu de melhor marcador da prova – que lideram, com cinco golos cada -, preparando-se para escrever o último capítulo a partir das 18:00 (15:00 em Lisboa), em Lusail, no Qatar, num encontro arbitrado pelo polaco Szymon Marciniak.

A seleção sul-americana sagrou-se pela primeira vez campeã mundial em 1978, na Argentina, e repetiu a proeza em 1986, no México, pela mão de Maradona, que encontra em Messi um digno sucessor, apesar de ter perdido a final de 2014, a terceira dos ‘albi-celestes’, depois dos desaires em 1930 e 1990.

A França chegou mais tarde ao primeiro cetro, em 1998, também em casa, voltando a erguer o troféu em 2018, na anterior edição, e procura hoje revalidar o título, algo que só foi conseguido por Itália (1934 e 1938) e Brasil (1958 e 1962).

Para o contrariar, a Argentina conta com Messi, que, aos 35 anos, tenta despedir-se de forma apoteótica do mais importante torneio mundial e conquistar o título que lhe tem escapado e do qual apenas se aproximou em 2014, na final perdida com a Alemanha, por 1-0, após prolongamento.

Aos 23 anos, Mbappé pode sagrar-se bicampeão e aspirar a igualar o brasileiro Pelé, único tricampeão mundial (1958, 1962 e 1970), depois de já ter sido decisivo na edição anterior, na qual marcou quatro golos, um dos quais na final, na vitória por 4-2 sobre a Croácia.

Antes daquele jogo, o avançado, um dos 10 repetentes da França no Mundial2022, ‘bisou’ no sensacional triunfo sobre a Argentina, por 4-3, nos oitavos de final, um resultado do qual os sul-americanos se quererão desforrar, contando para isso com a boa forma dos benfiquistas Otamendi e Enzo Fernández.

As duas seleções chegam à partida decisiva com apenas uma derrota. A Argentina entrou da pior forma, ao perder com foros de escândalo frente à Arábia Saudita, por 2-1, o único desaire nos últimos 42 jogos, enquanto a França foi batida pela Tunísia, por 1-0, numa altura em que já estava qualificada para os ‘oitavos’ e poupou vários titulares.

Os finalistas do Mundial2022 tiveram, em contrapartida, a vida mais facilitada nas meias-finais, com a Argentina a impor-se por 3-0 à Croácia e a França a bater Marrocos, ‘carrasco’ de Portugal nos ‘quartos’, por 2-0. No sábado, os europeus venceram os africanos por 2-1 na luta pelo terceiro lugar.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com