Figueira da Foz concentra serviços municipais. Obra custa 2,5 milhões!

Notícias de Coimbra | 6 anos atrás em 27-03-2018

Decorreu esta manhã de terça feira, dia 27 de março de 2018, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, a cerimónia da assinatura do contrato de empreitada para a “Reinstalação de Serviços Técnicos Municipais na Zona da Várzea-Instalações”, entre o Município da Figueira da Foz e a empresa Edilages S.A.

PUBLICIDADE

figueira da foz

Orçada em 2,5M€, a obra, sujeita ainda a visto do Tribunal de Contas, é «desejada há muito», conforme recordou o Presidente da Autarquia, João Ataíde, «vai concentrar muitos dos serviços municipais que, agora, com perda de eficácia e consequente desperdício de recursos, se encontram dispersos pelo Concelho».

PUBLICIDADE

Coube à arquiteta Liliana Nogueira apresentar o projeto que, ao longo do próximo ano, fará surgir, na zona da Várzea, no espaço compreendido entre a Escola Secundária com 3.º CEB Cristina Torres e o Quartel dos Bombeiros Municipais, um conjunto de quatro edifícios (um dos quais o pavilhão multiusos atualmente instalado no Parque de Estacionamento da Avenida de Espanha), destinados a acolher as oficinas de reparações e manutenção de equipamentos e máquinas (atualmente na Zona Industrial da Figueira da Foz), serviços de aprovisionamento e serviços de ambiente, depósitos de material de construção civil, logística e equipamentos diversos.

«O novo complexo estará dotado de comodidades como cantina, instalações sanitárias e posto médico, que serão partilhadas por, pelo menos, os mais de cem trabalhadores municipais afetos a estes serviços. É uma obra de 2,5M€ que é bom serviço público, porque é boa gestão de recursos e combate o desperdício gerado pela dispersão de serviços», defendeu o Presidente da Autarquia.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

«É um valor integralmente suportado pela Autarquia, que se justifica pelo aumento de eficiência e eficácia dos serviços, pela diminuição de custos diários sucessivos que a dispersão, atualmente, acarreta, e porque contempla também a criação de um Centro de Recolha Animal preparado para a nova legislação de acolhimento e esterilização de animais abandonados, e de um Horto Municipal capaz de dar respostas às necessidades da Figueira da Foz, que incluirá uma horta pedagógica», concluiu, na cerimónia, João Ataíde.

 

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE