Conecte-se connosco

Lazer

Festival de Coros com seis concertos para ouvir e descobrir Coimbra (com vídeo)

Publicado

em

Seis coros dão outros tantos concertos durante o próximo fim de semana em diferentes espaços, entre a Alta e a Baixa, da cidade de Coimbra. O Segundo Festival de Coros de Coimbra é uma iniciativa da União das Freguesias que promete “momentos culturais de altíssima qualidade em lugares maravilhosos”.

O Festival de Coros de Coimbra foi apresentado esta quinta-feira nos claustros da Liga dos Combatentes, na Rua da Sofia, onde no sábado, dia 25, arranca o evento com um concerto do Coro Misto, às 16:00. No mesmo dia, às 17:30, o Museu Nacional de Machado de Castro recebe o Coro Carlos Seixas, e às, 19:00, é a vez da Igreja de Santa Cruz acolher o Coro Sinfónico Inês de Castro. No domingo, dia 26, o Chorus Ingenium atua na Igreja da Misericórdia (16:00), o Coro D. Pedro Cristo canta no Seminário Mayor (17:30) e o Órfeão Académico na Igreja de São Salvador (19:00).

“São seis espaços diferentes da União das Freguesias de Coimbra, seis espaços entre a Alta e a Baixa que aconselho a visitarem”, afirmou João Francisco Campos, presidente da União das Freguesias de Coimbra, lembrando que “Coimbra é uma cidade de coros”, apesar da pandemia ter feito desaparecer alguns. “É importante que culturalmente a cidade mantenha essa pujança que sempre teve”, sublinhou dando conta que os seis coros participantes vão fazê-lo gratuitamente. 

Esta é a segunda edição do festival que se fez pela primeira vez em 2019. “É um evento da cidade para a cidade que faz parte de um roteiro cultural de Coimbra que queremos continuar a acarinhar”, adiantou João Francisco Campos. “É um convite aos cidadãos de Coimbra”, acrescentou Assunção Ataíde, também da organização,  dizendo que a ideia é que se possa fazer “um passeio, entre a Alta e a Baixa, das 16:00 às 20:00 por espaços maravilhosos”.

O maestro Artur Pinho Maria, do Orfeon Académico e do Coro Sinfónico Inês de Castro, caraterizou a iniciativa como “criativa e inovadora” por conseguir ter “seis concertos em dois dias que podem ser vistos por toda a gente”. “Isso é genial”, considerou, esperando “momentos culturais de altíssimo nível”.

Para ouvir há de tudo um pouco. Os concertos realizados em igrejas contemplam música sacra, o Coro Carlos Seixas terá grande parte do repertório dedicado à paz, com temas como “Imagine” de John Lennon, à estreia de uma missa jazz, como explicou a presidente Fátima Sombreireiro. Na Sala São Tomás de Aquino, do Seminário Mayor, vai ouvir-se música portuguesa, “muito eclética”, afirmou Leonor Almeida, do Coro D. Pedro Cristo que já conta com mais de meio século de existência. 

Nos claustros da Liga dos Combatentes os temas serão “variados e associados à tradição de Coimbra”, descreveu Catarina Pastilha, do Coro Misto. “Será um momento a não perder”, convidou.

Todos os concertos são de entrada livre e duram em média 40 minutos. 

Veja o direto NDC com a apresentação do evento:

 

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link