Conecte-se connosco

Coimbra

Festas da Cidade de Coimbra com concertos descentralizados e lotações limitadas

Publicado

em

A Festa da Cidade de Coimbra vão realizar-se de 01 a 11 de julho com concertos descentralizados, com lotações limitadas, por causa da pandemia da covid-19, no estreito cumprimentos das normas de segurança, anunciou hoje o município.

“Estas celebrações voltam, pelo segundo ano consecutivo, a adaptarem-se às novas circunstâncias impostas pela pandemia da covid-19, apostando numa programação cultural e desportiva transversal, com lotações limitadas, eventos descentralizados em todas as freguesias e transmissões ‘online’”, refere a Câmara de Coimbra.

Em comunicado, a autarquia salienta que o objetivo principal “é precisamente apoiar a retoma progressiva da economia local, bem como dos artistas e trabalhadores da área cultural que muito têm sido afetados”.

Na sexta-feira, atua Richie Campbell (Jardim da Sereia) e no Dia da Cidade, no domingo, sobe ao palco Tiago Bettencourt com a participação da Orquestra Clássica do Centro e do Cordis (Convento São Francisco).

Em 09 de julho, Tatanka (Jardim da Sereia), e Resistência (Convento São Francisco), no dia 10, ajudam a preencher o cartaz musical, que conta também com três projetos musicais de artistas de Coimbra que as festas vão ajudar a promover: “Amigo Paredes” (sábado), “Solto” de João Farinha e convidados (dia 05) e Tiago Silva (dia 06).

Apesar de gratuitos, o acesso a estes concertos implica o levantamento prévio de bilhetes através da Ticketline, que estarão disponíveis a partir das 15:00 de hoje.

Segundo o município, será cumprida a lotação possível imposta pela legislação em vigor para os recintos dos espetáculos, que serão devidamente delimitados, os lugares previamente identificados por cadeiras e respetivas marcações, sendo cumprido o devido distanciamento entre os espetadores, “assim como todas as orientações da Direção-Geral da Saúde (DGS)”.

As Festas da Cidade de Coimbra vão também chegar às freguesias, através da iniciativa “Descentr’Arte”, que pretende descentralizar a programação musical, “ao mesmo tempo que tem a missão de dar voz a alguns dos mais representativos projetos musicais do concelho”.

Desde o fado ao jazz, passando pelo rock, entre outros estilos musicais, o evento conta com atuações ao ar livre em cada uma das Freguesias ou União de Freguesias do concelho, nos dias 02, 03, 04, 09, 10 e 11 de julho, todos com início pelas 19:00.

Trata-se de 18 espetáculos protagonizados por 10 grupos de Coimbra, em que a lotação será limitada a 50 pessoas, com lugares sentados e cumprindo o plano de contingência imposto pela DGS.

A Câmara de Coimbra pretende também incentivar a retoma do funcionamento das Casas de Fado existentes no centro histórico e vai oferecer, através da aquisição das bilheteiras, um conjunto de doze serões, que valorizam e promovem o mais emblemático património cultural imaterial da cidade.

Os espetáculos de acesso gratuito para o público decorrem no Fado ao Centro – Casa de Fado e na Casa de Fados – Centro Cultural “à Capella”, estando sujeitos a reserva prévia.

No âmbito das Festas da Cidade, o município vai permitir a instalação de alguns carrosséis na Praça da Canção, onde costumava decorrer a Feira Popular.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade