Coimbra

Este fim-de-semana a festa do trail faz-se na serra da Lousã

Notícias de Coimbra | 2 meses atrás em 02-03-2024

Este fim-de-semana a festa do trail faz-se na serra da Lousã, com mais de 1500 participantes a esgotarem todos os percursos desta edição do Louzantrail. Numa manhã marcada pela chuva, pelo vento, pelo nevoeiro, a Louzantrail Ultra e a Louzantrail XS brindaram os atletas com percursos lamacentos. Carlos Ferreira, da equipa Breathe Our Rules, provou ser o mais forte, terminando os 46 km com 3300 metros de desnível positivo, em 5h32m00s. Até aos 30 km, Carlos Ferreira seguiu junto com o segundo e terceiro classificados, respetivamente, Fábio Filipe (5h38m12s), da ACS Mamede, e Pedro Garrido (5h53m19s), segundo no ano passado, da Saca Trilhos Anadia, mas a partir da parte final do percurso assumiu a dianteira, conseguindo alcançar a meta em primeiro lugar.

PUBLICIDADE

No final, Carlos Ferreira, fez a seguinte retrospetiva: “Já fiz a prova duas ou três vezes e posso dizer que toda ela é difícil e dos 25 aos 40 km é mesmo muito dura, este ano agravada pelas condições climatéricas, com partes do percurso, como o Trevim, a estrem especialmente perigosas, embora com a organização a garantir a segurança. No ano passado fiquei em quarto lugar, mas agora moro em Coimbra e é aqui que treino, pelo que conheço bem o percurso e, como me dou bem com estas condições, consegui impor o meu ritmo e ganhar.”

Do lado feminino, Célia Neto, da equipa O Praticante.pt, impôs-se na liderança e dominou a prova do início ao fim, conseguindo sempre manter boa margem para as suas perseguidoras, a espanhola María Romero, da CDM Vértice, e a britânica Claire Price, da Sintra Trail Runners, que terminaram, respetivamente na segunda e terceira posições. 7h08m24s foi o tempo gasto por Célia Neto para cortar a meta em primeiro lugar e descrever um percurso “agreste, particularmente na subida para o Trevim, sempre com chuva, que furava a cara, e vento muito fortes”. “Hoje não deu para pensar em tempos, não deu para pensar em nada. Foi manter o foco, a concentração e vir por aí. Apesar disso, diverti-me imenso e quero voltar”, concluiu.

PUBLICIDADE

publicidade

Hoje correu-se também o Louzantrail XS, prova ganha por Tiago Lopes, do Atletismo Clube da Trofa, em 1h13m41s, que no final destacou “a beleza e dificuldade dos trilhos, que, mesmo com a chuva e a lama” que marcaram este primeiro dia de competição, “permitiram desfrutar do percurso”. Do lado feminino, a ainda júnior Victória Bento, da Abutres, impôs-se às adversárias e venceu em 1h41m38s. O australiano da Sintra Trail Runners Andrew Obrien, em 1h16m22s, e Guilherme Martins, da Furfor Running Project, em 1h18m53s, completaram o pódio masculino, respetivamente, na segunda e terceira posições. Já o pódio feminino ficou completo com a chegada de Maria Matos, da AGM Team Running, e de Mónica Gorgulho, da Sarzedo Runners, no segundo e terceiro lugares, respetivamente, com os tempos de 1h50m52s e 1h52m47s.

Amanhã a competição começa às 8h00, com a disputa dos 29 km do Louzantrail, a contar para as Golden Trail National Series. Às 9h30 parte a Louzantrail Mini, de 18 km.

PUBLICIDADE

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE