Coimbra

Feira COL.ECO mostra como é possível concretizar sonhos na Baixa de Coimbra (com vídeos)

Zilda Monteiro | 2 anos atrás em 21-10-2022

Vinte e um empreendedores dão a conhecer os seus projetos criativos durante a Feira COL.ECO, evento que começou esta sexta-feira e que se prolonga amanhã na Baixa de Coimbra.

PUBLICIDADE

O certame aposta na promoção dos trabalhos executados pelos empresários que integram o projeto COL.ECO, que começou há cerca de seis meses no “coração” da cidade, na Rua Adelino Veiga, e que pretende ajudar as pessoas a implementarem as suas ideias de negócio.

Durante estes dois dias, a feira funciona como montra do trabalho já desenvolvido pelas 21 pessoas que aderiram a este desafio da Agência para a Promoção da Baixa de Coimbra (APBC), Câmara Municipal e Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Durante a abertura do evento, o presidente do município, José Manuel Silva, sublinhou a importância que este projeto tem não só para estes jovens empresários mas também para a cidade. “É uma forma de alimentar sonhos mas também de trazer mais dinamismo à Baixa”, realçou, destacando o seu pioneirismo, uma vez que resulta do envolvimento da sociedade civil, com a colaboração da autarquia.

PUBLICIDADE

Espera que possam surgir mais projetos deste género, não só na Baixa mas também noutras áreas da cidade.

A presidente da APBC, Assunção Ataíde, mostrou-se “muito satisfeita com este projeto que tem transpirado muito entusiasmo, muita alegria mas também muito trabalho”.

O COL.ECO vai já na terceira edição e, de acordo com a coordenadora, Rute Castela, é para continuar. Neste momento, são já 20 as ideias de negócio, projetos empreendedores e criativos, que abrangem várias áreas de atividade. “Cada projeto tem uma história incrível. É o lançar de sementes para o futuro”, destacou.

A criatividade e pioneirismo do COL.ECO foi também destacado por Alexandra Neves, do Portugal Inovação da região Centro, que manifestou ainda o desejo de que os beneficiários tenham “um futuro profícuo”.

Para Miguel Fonseca, vereador da Câmara Municipal de Coimbra, importa refletir sobre este projeto que tem a capacidade de criar empreendedores e “produtos com valor em áreas muito diversificadas, como artesanato, música, saúde e ambiente”. Destacou ainda o facto de as mulheres estarem em maioria (17) e espera que “este fervilhar de ideias dê frutos e contribua para dinamizar a Baixa”.

A feira continua no sábado (22 de outubro), das 10h00 às 18h00, com oficinas, mostras e vendas de produtos na rua Adelino Veiga, largo Paço do Conde e rua do Paço do Conde. O desfile foi adiado devido à previsão de mau tempo mas a organização assegura muitas surpresas e também descontos.

Veja os vídeos dos diretos NDC:

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE