Coimbra

Fardas para os bombeiros chegaram antes do fim do verão

Notícias de Coimbra | 10 anos atrás em 06-08-2014

fogoA Comunidade Intermunicpal da Região de Coimbra informa que “foram entregues, ontem, os primeiros equipamentos de proteção individual (EPI) às Corporações de  Bombeiros de Condeixa-a-Nova, Mira e Soure, em articulação com os respetivos Municípios. Este  procedimento será, também, seguido nos restantes casos, nos próximos dias”.

PUBLICIDADE

O equipamento disponível resulta da candidatura da anterior CIM Baixo Mondego realizada na mesma  data da relativa à CIM Pinhal Interior Norte, em Maio de 2013, e que apenas em Fevereiro de 2014  recebeu aprovação da Direção Geral da Administração Interna (DGAI).

A CIM RC recorda que na mesma data, em Fevereiro de 2014, e em simultâneo com a comunicação da  aprovação das referidas candidaturas, foi imposto à CIM Região de Coimbra, que sucedeu por força de  lei à CIM Baixo Mondego, que as candidaturas fossem fundidas numa só titulada pela CIM Região de  Coimbra.

PUBLICIDADE

Assim, as Comunidades Intermunicipais abriram concursos públicos internacionais para o fornecimento  desses equipamentos em Maio de 2013, com cadernos de encargos discriminando o tipo de  equipamentos e o seu valor base, de acordo com instruções da ANPC.

Por força da Lei 75/2013, de 13 de Setembro, o concurso público que estava a decorrer em nome da  CIM Pinhal Interior Norte para fornecimento dos EPI dessa área territorial, foi extinto, acrescenta informação enviada pela comunidade liderada por João Ataíde.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Em Abril de 2014, a CIM Região de Coimbra abriu novo concurso público internacional para o  fornecimento dos EPI que estava abrangido pelo concurso referido no ponto anterior, tendo adjudicado  o fornecimento dos EPI previstos no concurso anteriormente aberto pela CIM Baixo Mondego, porque  só esse concurso permaneceu válido após a entrada em vigor da Lei 75/2013.

Antes da aprovação das candidaturas, em Fevereiro de 2014, a CIM diz que não era possível a adjudicação dos fornecimentos conforme concursos públicos abertos, por essa adjudicação violar a Lei dos  Compromissos, já que era impossível a qualquer das Comunidades Intermunicipais ter Fundos Disponíveis para cobrir esses encargos.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE