Portugal

“Execução das políticas florestais continua abaixo das metas políticas definidas”

Notícias de Coimbra com Lusa | 2 meses atrás em 13-04-2024

A execução de políticas florestais ainda está abaixo das metas definidas, alertaram hoje a associação ambientalista Zero e o Centro Pinus, responsáveis pelo Barómetro de Investimento Florestal.

PUBLICIDADE

“O Barómetro de Investimento Florestal 2024 demonstra que a execução das políticas florestais continua, na generalidade, abaixo das metas políticas definidas”, afirmaram as duas instituições, em nota de imprensa enviada à agência Lusa.

Este barómetro, publicado pela primeira vez em 2023, é um índice numérico para avaliar a execução da política florestal concebido pela Zero e pelo Centro Pinus, associação que reúne os principais agentes da fileira do pinheiro-bravo.

PUBLICIDADE

Aquele índice apresenta um sinal “particularmente alarmante” nas metas definidas para a gestão de combustível, com o país a não conseguir aproximar-se dos objetivos propostos, referiram as duas associações.

“Enquanto na edição de 2023 os quatro indicadores que integram o barómetro haviam tido uma evolução positiva face ao ano anterior, na atual, apenas um indicador não regrediu”, constataram.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Segundo o documento, a única evolução positiva registada centra-se na execução financeira do principal programa de apoio ao investimento na floresta, o Programa de Desenvolvimento Rural (PDR) 2020.

O barómetro nota uma queda na gestão de combustível, na recuperação pós-incêndio do pinheiro-bravo e na área de nova floresta composta por espécies que não sejam eucaliptos, sobreiros e pinheiros-bravos.

As duas instituições lamentam ainda a falta de melhorias na disponibilização de informação sobre investimento florestal, admitindo que, face à falta de dados, o cenário até poderá ser “mais favorável do que o barómetro sugere”, com investimento público executado que não foi “devidamente monitorizado”.

“Cabe ao Governo recentemente empossado a responsabilidade de contribuir para a melhoria dos sistemas de informação”, defenderam.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE