Conecte-se connosco

Europa ajuda a pagar saneamento de Lorvão e Figueira de Lorvão

Publicado

em

A Câmara Municipal de Penacova obteve financiamento europeu para as obras de saneamento básico nas freguesias de Lorvão e de Figueira de Lorvão, que vão melhorar “a qualidade de vida dos cidadãos”, foi hoje anunciado.

esgotos

A autarquia explica que lançou recentemente os concursos públicos de empreitada para construção da rede de saneamento de Chelo e de Chelinho, na freguesia de Lorvão, e de Telhado, na freguesia de Figueira de Lorvão.

“Os anúncios foram já publicados em Diário da República e o investimento ascende a 1.547.634,22 euros, sendo que 1.103.725,23 euros serão comparticipados pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, programa temático do Portugal 2020”, adianta.

A execução da rede de saneamento do lugar de Telhado e encaminhamento dos efluentes para a Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Penacova conta com um investimento de 507.218,29 euros e a rede de saneamento dos lugares de Chelo e de Chelinho, e respetivo encaminhamento dos efluentes para a ETAR de Penacova, terá um investimento de 762.205,93 euros.

Segundo a autarquia de Penacova, no caso da localidade de Telhado, a rede de saneamento básico também servirá a Unidade de Cuidados Continuados “Solar de Billadonnes”, que ali funciona.

Relativamente a Chelo e a Chelinho, sustenta que com a implementação da rede de saneamento a freguesia de Lorvão “fica com perto de 100% de cobertura efetuada”.

Humberto Oliveira

Humberto Oliveira

Para Humberto Oliveira, presidente do município de Penacova, “estas operações têm uma taxa de comparticipação de 85% do Portugal 2020 e os prazos de execução são de 180 dias para Chelo e Chelinho, e de 150 dias para Telhado, tendo o município garantido o sucesso da candidatura efetuada”.

“Com esta obra no concelho, a qualidade de vida dos cidadãos ficará ainda mais beneficiada, respeitando o ambiente e a sustentabilidade, dotando o concelho de equipamentos públicos modernos”, refere o autarca citado no documento.

Humberto Oliveira sublinha que “o ideal seria que todas as freguesias tivessem já hoje a taxa de cobertura [de rede de saneamento básico] que tem a freguesia de Lorvão. No entanto, tal ainda não é possível”.

O autarca acredita que, “com equilíbrio e em diálogo com os autarcas e as populações, conseguir-se-á alcançar esse objetivo e avançar rumo a um concelho mais inclusivo e com melhores condições para fixar pessoas”.

O responsável assegura ainda que o investimento noutras freguesias do concelho que também têm necessidades por suprir “está a ser preparado”.

Esclarece que as duas obras anunciadas vão ser realizadas tendo em conta que, em ambos os casos, existe a possibilidade de encaminhar os afluentes para tratamento, possibilitando colocar as redes em funcionamento “de imediato”.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com