Desporto

Euro2024: Dortmund é dos turcos (mas há uma ‘mini-aldeia’ portuguesa)

Notícias de Coimbra | 1 mês atrás em 22-06-2024

Os adeptos da Turquia tomaram hoje conta de Dortmund, na Alemanha, enquanto os portugueses ‘refugiaram-se’ num parque e fizeram a festa perto do estádio, antes do encontro da segunda jornada do Grupo F do Euro2024 de futebol.

PUBLICIDADE

Quando ainda faltavam quatro horas para o início da partida, já Dortmund ‘pertencia’ aos turcos, com grande parte dos carros que circulavam na cidade enfeitados com bandeiras – alguns tinham mesmo três ou quatro -, ao som de intensas buzinadelas, e com adeptos espalhados por quase todas as ruas, também todos eles vestidos a ‘rigor’.

Na véspera da partida, a UEFA divulgou que iriam estar cerca de 30 mil adeptos turcos nas bancadas do Signal Iduna Park, e ‘apenas’ 10 mil de Portugal, números comprovados pelo que se via nas ruas, na estação de comboios e até em vários estabelecimentos comerciais, com a Al Sancak, a bandeira turca, de fundo vermelho e com uma lua e estrela branca, a estar exposta nas montras.

PUBLICIDADE

No meio desta ‘invasão’ turca, até agora pacífica, era possível encontrar um ou outro adepto de Portugal, mas sempre tímido nos festejos ou nos gritos de apoio.

Com Dortmund a pertencer hoje à Turquia, parte dos 10 mil portugueses que vão assistir ao vivo ao jogo acabaram por se juntar no Westpark, um parque a cerca de dois quilómetros do estádio e que transformou numa ‘mini-aldeia’ lusa, com música popular ao vivo, comida típica e muita cerveja e sangria à mistura.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

“Vim aqui para a festa e, depois, sigo para o estádio. Vai ser um jogo difícil. Portugal tem de jogar mais do que jogou no primeiro jogo para ganhar à Turquia. Vamos ver. Apesar das dificuldades, acredito que vamos ganhar 2-1”, disse à Lusa Paulo Sousa, emigrante que vive na cidade de Witten, enquanto estava numa das muitas longas filas para conseguir comprar uma bifana.

Há muita festa no Westpark, com famílias, grupos de amigos e até pessoas de outras nacionalidades (duas norte-americanas por exemplo, com chapéus e bandeiras), mas também com a presença em peso da Polizei de Dortmund, a polícia local.

“Não consegui bilhete. Era muito caro e muito difícil ter acesso. Vou ver o jogo aqui. Nestas competições, as equipas mais fracas muitas vezes batem as mais fortes, mas, apesar de tudo, acredito na vitória”, disse à Lusa Frederico Mira, que vive precisamente em Dortmund.

“Dortmund tem uma grande comunidade turca, mas hoje é uma verdadeira invasão”, confessou.

O Turquia-Portugal está agendado para as 18:00 (17:00 horas de Lisboa), no Signal Iduna Park, e terá arbitragem do alemão Felix Zwayer.

Portugal fecha o Grupo F em 26 de junho, em Gelsenkirchen, frente à Geórgia

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE