Conecte-se connosco

Desporto

Euro2020: Itália tem pleno de sucessos face à Inglaterra em fases finais

Publicado

em

A Itália superiorizou-se à Inglaterra nos quatro embates entre as duas equipas em fases finais de grandes competições futebolísticas, com três vitórias nos 90 minutos e uma no desempate por grandes penalidades.

Em vésperas de se encontrarem pela primeira vez numa final, do Euro2020, no domingo, em Wembley, os transalpinos chegam, assim, com um histórico muito favorável, sendo que também levam vantagem na qualificação para Mundiais.

O derradeiro embate em fases finais do Europeu aconteceu nos quartos de final de 2012 e o jogo chegou aos 120 minutos empatado a zero, num embate em que Bonucci foi titular no centro da defesa da ‘squadra azzurra’, algo que se deverá repetir agora.

Em Kiev, na Ucrânia, em 24 de junho de 2012, num jogo arbitrado pelo português Pedro Proença, a decisão aconteceu nos penáltis e os italianos foram mais eficazes, pois só falharam um de cinco (Montolivo), enquanto os ingleses desperdiçaram dois de quatro (Ashley Young e Ashley Cole).

A formação transalpina venceria, depois, a Alemanha por 2-1, nas meias-finais, para chegar à sua terceira final de um Europeu, na qual seria goleada por 4-0 pela Espanha.

Em Europeus, o outro embate aconteceu na fase de grupos da edição de 1980 e a anfitriã Itália, que dois anos depois ganharia o Mundial, venceu por 1-0, em Turim, graças a um golo apontado por Marco Tardelli, aos 79 minutos.

No Grupo 2, a Itália ficou no segundo lugar – atrás da Bélgica, que se qualificou diretamente para a final – e foi disputar o terceiro lugar com a Checoslováquia, que perderia por 9-8 nos penáltis, enquanto a Inglaterra foi terceira e ‘caiu’.

O mais recente jogo entre as duas formações aconteceu em Mundiais, mais precisamente na fase de grupos da edição de 2014, no Brasil, com a curiosidade de as duas equipas terem sido sensacionalmente eliminadas, por Costa Rica e Uruguai.

No confronto direto, superiorizou-se a Itália, que somou os únicos três pontos no Grupo D com um triunfo por 2-1, à primeira jornada, selado por Claudio Marchisio (35 minutos) e Mario Balotelli (50), contra um golo de Daniel Sturridge (37).

O outro embate foi o jogo de ‘consolação’ de 1990, novamente com a Itália como anfitriã – como 10 anos antes – e a impor-se, desta vez por 2-1, em Bari, na sequência do traumatizante desaire nas ‘meias’ com a Argentina, de Maradona, em Nápoles.

Roberto Baggio adiantou a ‘squadra azzurra’, aos 71 minutos, David Platt ainda restabeleceu a igualdade, aos 81, mas, aos 86, Salvatore ‘Totò’ Schillacci deu o ‘bronze’ à Itália, para se sagrar melhor marcador da prova, a solo, com seis golos.

No que respeita a qualificações, registou-se um triunfo caseiro por 2-0 para cada seleção no apuramento para o Mundial de 1978, com a Itália a seguir em frente – acabaria no quarto lugar – e a Inglaterra a ser eliminada.

Duas décadas depois, a Itália foi melhor no confronto direto, com um triunfo em Inglaterra por 1-0 e um empate a zero em casa, mas foram os ingleses a vencer o agrupamento e a conseguir o apuramento direto para o Mundial de 1998, com os italianos, segundos, a qualificarem-se, depois, via ‘play-offs’.

O nono jogo oficial entre os dois conjuntos está marcado para domingo, às 20:00, no Estádio de Wembley, em Londres, e dará o primeiro título europeu aos ingleses ou o segundo aos italianos, após o de 1968, com arbitragem do holandês Bjorn Kuipers.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com