Desporto

Estudantes criam Banco de Tempo Universitário em Coimbra

Notícias de Coimbra | 10 anos atrás em 28-03-2014

A Secção de Defesa de Direitos Humanos da Associação Académica de Coimbra (SDDH-AAC) criou esta semana um Banco de Tempo Universitário, com o objetivo de criar “uma rede de entreajuda” entre a comunidade estudantil.

PUBLICIDADE

O banco de tempo, que se intitula “Plataforma Ação Reação”, pretende “trazer uma nova dinâmica à Universidade de Coimbra”, para “unir e aproximar os estudantes” e “resgatar o espírito de comunidade”, explicou Isa Filipe, secretária da SDDH-AAC e responsável pelo projeto.

Dentro da plataforma, em que qualquer estudante de Coimbra se pode inscrever, haverá “dois tipos de dinâmicas”, com atividades propostas pela secção da Academia de Coimbra e com propostas geradas “pelas próprias pessoas que se inscrevam na plataforma”, que doam e recebem tempo, informou.

PUBLICIDADE

publicidade

Qualquer pessoa que crie um perfil em www.plataformaaccaoreaccao.aac.uc.pt pode “publicar e oferecer algo” ou “contactar diretamente com as pessoas inscritas a partir do fórum”, que estará presente no sítio da internet.

No banco de tempo, não há qualquer transação monetária, usando-se como substituto uma moeda virtual que serve de elemento de troca no tempo doado e tempo recebido por cada utilizador.

PUBLICIDADE

Dentro da plataforma, “podem ser propostas boleias ou, por exemplo, um aluno de informática pode doar o seu tempo a arranjar um computador avariado, entre outras coisas”, acrescentou Isa Filipe.

“Queremos afastar o egoísmo com que temos tendência para levar as nossas vidas”, frisou a responsável, considerando que o projeto pode “fazer a diferença na cidade”.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE