Conecte-se connosco

Crimes

“Estripador de Hollywood” foi condenado a pena de morte

Publicado

em

Michael Thomas Gargiulo foi condenado à morte no estado da Califórnia por um duplo homicídio. Uma das vítimas ia sair num encontro, na altura, com Ashton Kutcher.

O criminoso conhecido como o “Estripador de Hollywood” (“Hollywood Ripper”) foi condenado à pena de morte pelo homicídio de duas mulheres e tentativa de homicídio de uma terceira, num caso que já se arrasta nos tribunais há 20 anos.

Michael Thomas Gargiulo, agora com 45 anos de idade, ouviu a leitura da sentença na sexta-feira, num tribunal de Los Angeles. “Onde quer que o senhor Gargiulo fosse, a morte e destruição seguiam-no”, disse o juiz.

Sublinhe-se que o caso de Gargiulo recebeu ainda mais atenção mediática quando se soube que uma das vítimas estava prestar a sair num encontro com o ator Ashton Kutcher, antes de ser assassinada. Kutcher testemunhou em tribunal em 2019, pois chegou a ir a casa da vítima, Ashley Ellerin, de 22 anos.

Gargiulo foi considerado culpado do homicídio de Ashley, uma estudante de design de moda que se estava a arranjar para sair, em sua casa, em Hollywood, em 2001. No tribunal, Kutcher disse que chegou atrasado para a apanhar em casa e que ela não abriu a porta.

A jovem foi encontrada no dia seguinte por uma amiga. Tinha sido esfaqueada 47 vezes.

O acusado foi também condenado pelo homicídio de Maria Bruno, de 32 anos de idade. A mãe de quatro crianças estava em sua casa, em El Monte, quando foi morta, em 2005.

Adicionalmente, Gargiulo foi considerado culpado da tentativa de homicídio de Michelle Murphy, em 2008, que o conseguiu afugentar. Murphy foi a testemunha-chave do caso.

De acordo com a imprensa, é difícil que Gargiulo seja executado no estado da Califórnia, onde ninguém morre às mãos do Estado desde 2006. O homem poderá, no entanto, ser extraditado para o seu estado natal, em Illinois, onde é culpado da morte de Tricia Pacaccio, em 1993.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link