Saúde

Estes são os motivos para andar sempre cansado. Alguns merecem a sua atenção

NOTÍCIAS DE COIMBRA | 1 ano atrás em 26-05-2023

Sente que está constantemente cansado e não percebe o motivo? Antes de mais, fique a saber que não está sozinho.

PUBLICIDADE

De acordo com um estudo de 2018, da HealthSpan, fabricantes de suplementos vitamínicos, os adultos passam cerca de 3 horas por dia a sentirem-se esgotados. Embora esta pesquisa se tenha focado na população do Reino Unido, é mais do que notório de que se trata de uma realidade transversal a outros países.

Quando nos sentimos particularmente cansados, podemos identificar que seja algo físico ou psicológico. Mas, o motivo pode ser um pouco mais difícil de perceber, por isso, os especialistas fizeram uma lista com as causas mais comuns.

PUBLICIDADE

Desidratação:  Sem a ingestão adequada de líquidos, a pressão arterial cai, retardando o fornecimento de oxigénio ao cérebro, o que pode deixá-la exausta. Se ainda estiver cansada depois de dormir 8 horas, pode ser necessário aumentar os níveis de água. A quantidade de líquidos necessária depende de pessoa para pessoa, mas são recomendados entre seis e oito copos de bebidas à base de água – incluindo chá e café – por dia.

Tiroide: É uma causa comum do sono excessivo, mas é difícil de identificar sem um médico. Se estiver a sentir-se lenta, mas dorme bastante, marque uma consulta com seu médico para fazer um exame.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Álcool: Pode comprometer a qualidade do sono, pois os produtos químicos interrompem o seu ciclo, impedindo-o de entrar no sono profundo, mesmo se dormir as horas recomendadas.

Apneia do sono:  O distúrbio afeta apenas 3 a 7% da população, mas, muitas vezes, os pacientes não são diagnosticados. Ressonar, excesso de peso e acordar com dor de cabeça são sintomas da apneia do sono. Fale com o seu médico.

Sestas: Foi comprovado que tirar uma soneca de até 30 minutos é revitalizante.

Saúde mental: Sentir-se deprimida não a faz necessariamente dormir mais, apenas torna mais difícil sair da cama de manhã, o que pode levar a um sono excessivo. Se está com falta de energia para enfrentar as horas que tem pela frente, não tenha medo de falar com o seu médico.

Vitaminas: Muito do trabalho do seu organismo é dedicado à manutenção dos níveis de glicose no sangue, à saúde muscular e à concentração, portanto, a falta de qualquer de ferro, vitamina B12 e D ou magnésio, pode deixá-lo apático. Tenha uma alimentação saudável e equilibrada, mas se o cansaço persistir, consulte o seu médico.

Gordura: Cientistas da Universidade de Adelaide, na Austrália, estudaram os hábitos alimentares de mais de 1.800 homens australianos com idades entre 35 e 80 anos e descobriram que um quarto daqueles que consumiam mais gordura tinham 78% mais probabilidades de sofrer de cansaço em comparação com aqueles que comiam menos comidas gordurosas.

Açúcar:  O chocolate, em especial, também contém cafeína – portanto, pode também interferir com o sono. Tente recusar as guloseimas por alguns dias, talvez substituindo-as por um bolo de aveia e manteiga de amêndoa e veja como se sente.

O motivo de as segundas-feiras serem os piores dias da semana, segundo a explicação do si no Notícias Magazine.

Sono: Estas manhãs podem ser uma luta especial porque o seu corpo está confuso. Mantenha os seus horários de dormir e acordar durante o fim de semana dentro de uma hora dos dias da semana. Se se desviar do cronograma, abra as cortinas assim que acordar.

Extremos: Comece a preparar parte do trabalho na sexta-feira anterior, assim pode ter um fim de semana descansado e um começo de semana menos agressivo.

Treino: Exercícios intensos podem causar inflamação, fazendo com que os músculos precisem de descanso dias depois. Vá com calma no fim de semana.

Festas: Um episódio com álcool em excesso não só pode dar origem a uma ressaca, como também compromete a capacidade das células chamadas macrófagos destruírem vírus e bactérias por até um dia, deixando-a mais vulnerável a doenças.

 

Quero parar o cansaço. Como o faço?

Postura: “Ter uma postura inadequada pode fazer com que as pessoas se sintam cansadas”, diz a farmacêutica Kate Taylor, da LloydsPharmacy, destacando que gastamos mais energia quando estamos sentados “ou em pé com a coluna desalinhada”, pois “os músculos têm de trabalhar mais para compensar” e, para tal, “usam mais energia”.

Vitaminas: “A deficiência de vitamina D é muito comum – especialmente nos meses de inverno”, diz Narendra Pisal, ginecologista consultor da London Gynecology. “Na verdade, 40-50% das mulheres em idade reprodutiva apresentam sintomas de deficiência de vitamina D, e isso inclui dores musculares, sono insuficiente e fadiga”.

Chás: A treinadora de nutrição e saúde e chef medicinal Dominica Roszko recomenda chá de gengibre fresco (com uma fatia de laranja ou limão), pois equilibra os níveis de açúcar no sangue para evitar a queda do meio-dia; chá de alcaçuz porque ajuda o corpo a lidar com o stress e a evitar o esgotamento, regulando as hormonas e chá Gingko: aumenta o estado de alerta (como o café), mas também acalma (ao contrário do café).

Água: De acordo com o Natural Hydration Council, um quinto das visitas ao médico por cansaço deve-se à desidratação. Se não gosta de beber água, faça chás não açucarados ou águas aromatizadas com ervas, canela e gengibre.

Plantas: A alimentação à base de vegetais tem sido associada a melhores níveis de energia.

Exercício físico: De acordo com a terapeuta nutricional Alison Cullen, dez minutos são suficientes, especialmente se treinar ao ar livre. “A luz do dia ativa o seu sistema endócrino, que ativa o metabolismo e, portanto, a produção de energia. A glândula tiroide ajusta-se com mais acesso à luz do dia”.

Sono: Tente avaliar a qualidade do seu sono prestando atenção ao tempo que demora a adormecer, à quantidade de vezes que acorda de noite e à hora em que se sente mais desperta.

 

Para ajudar a melhorar a qualidade de sono, aposte nestes alimentos:

Arroz: Num estudo japonês com quase 2.000 pessoas, realizado pela Kanazawa Medical University, quanto mais arroz os voluntários comiam, melhor avaliavam a qualidade do sono. Alimentos com um índice glicémico alto aumentam os níveis de uma proteína chamada triptofano, que é usada pelo corpo para produzir a serotonina, que induz o sono. Os nutricionistas dizem que o triptofano funciona melhor quando o estômago está vazio, então encha seu prato com a substância branca depois de um longo dia de trabalho.

Cerejas: “As cerejas aumentam consideravelmente os níveis de melatonina indutora do sono no corpo. Considere-os uma alternativa saudável aos suplementos para dormir”, diz a nutricionista Frida Harju-Westman, da Lifesum.

Amêndoas: “São ricas em magnésio e triptofano, ajudando a promover o relaxamento muscular e o sono”, refere Harju-Westman. “Também fornecem proteínas ao corpo, ajudando a estabilizar os níveis de açúcar no sangue durante o sono, bem como ao longo do dia para evitar quedas de energia”.

Leite morno: “Os laticínios são ricos em triptofano e produzem melatonina e serotonina que induzem o sono, os quais ajudam a relaxar o cérebro”, conclui Harju-Westman. 

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE