Crimes

Espanhol mata e desmembra namorado brasileiro em Lisboa. Falta encontrar “metade superior e cabeça”

Notícias de Coimbra com Lusa | 3 meses atrás em 15-03-2024

O suspeito da morte e desmembramento de um homem encontrado na terça-feira em Lisboa é um cidadão espanhol, namorado da vítima e que se encontra sob custódia da Polícia Judiciária (PJ) para diligências de recolha de prova.

Em conferência de imprensa na sede nacional da PJ, em Lisboa, o diretor da PJ para a diretoria de Lisboa e Vale do Tejo, João Oliveira, adiantou aos jornalistas que o suspeito agora detido mantinha “uma relação de intimidade” com a vítima há alguns anos, um cidadão brasileiro, de 35 anos, cuja metade inferior do corpo foi encontrada na terça-feira dentro de um saco, junto a um caixote do lixo, no bairro da Lapa, em Lisboa.

PUBLICIDADE

Segundo adiantou João Oliveira, o suspeito “está a ser sujeito a um conjunto amplo de diligências de recolha de prova”.

“Temos um suspeito identificado, neste momento não há elementos tangíveis que apontem para a participação de um ou mais elementos, terceiros elementos. Neste momento não há, mas não descartamos essa possibilidade. É precisamente o trabalho que estamos a desenvolver que nos irá dizer se sim ou se não”, explicou na conferência de imprensa.

PUBLICIDADE

O suspeito residia “relativamente próximo do local onde foi encontrado” o saco com membros inferiores do corpo da vítima, não tenho ainda sido encontrada a metade superior e a cabeça do corpo que João Oliveira disse ter sido “cortado ao nível da cintura”.

O diretor da PJ sublinhou ainda o trabalho rápido e eficaz nesta investigação: “Desta vez a coisa correu bem, no sentido em que se trabalhou rápido e bem e as coisas foram resultando. Outras vezes trabalhamos muito rápido e bem, mas esbarramos com dificuldades intransponíveis. Felizmente, parece até agora, isso não aconteceu”.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

João Oliveira sublinhou, no entanto, que a PJ se encontra ainda “numa fase relativamente inicial da investigação” e que “ainda há um caminho grande a ser feito”, sendo que as “linhas de trabalho e hipóteses” em cima da mesa “estão a ser testadas e a continuação das diligências será absolutamente decisiva” para chegar a conclusões.

O corpo foi encontrado na terça-feira, dentro de um saco junto a um caixote de lixo no bairro da Lapa, em Lisboa.

Fonte da PJ confirmou então à Lusa que foi contactada cerca das 03:00 pela PSP, que deu conta da descoberta de um cadáver dentro de um saco do lixo.

Segundo noticiou a TVI, o corpo de um homem, mutilado, terá sido encontrado por funcionários da Câmara de Lisboa que faziam a recolha do lixo.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE