Conecte-se connosco

Coimbra

Escola Superior Agrária de Coimbra ensina a arte do Queijo do Rabaçal (com vídeos)

Publicado

em

Está a decorrer na Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Coimbra (ESAC – IPC) a Escola de Queijeiros, uma ação formativa integrada no Programa de Valorização da Fileira do Queijo da Região Centro.

“Esta é a 2.ª edição, mas é a primeira vez que é ministrada na Agrária em Coimbra. O objetivo é capacitar empreendedores para o conhecimento das principais técnicas de produção de queijo com DOP na Região do Rabaçal”, como realçou ao Notícias de Coimbra, o presidente da ESAC, João Noronha.

Durante esta manhã, o NDC visitou as instalações, onde presenciou a produção de queijo fresco de cabra e teve oportunidade de falar com o formador David Gomes e vários formandos. Esta ação conta com 8 elementos, com idades entre os 21 e os 72 anos, de várias zonas do país.

O objetivo é “aumentar o número de empreendedores para que se possa ter mais queijarias e de preferência que estejam dentro da fileira, desde a produção de leite à produção de queijo”, realçou David Gomes.

Bruno Moreira trabalha numa empresa transformadora de leite no norte do país e abraçou este desafio para alargar os seus “conhecimentos e para ajudar o setor de laticínios”.

Alexandra Nogueira é da Póvoa de Varzim e foi a curiosidade que a levou a inscrever-se neste curso, do qual teve conhecimento através da internet. O sabor do Queijo Rabaçal, também entrou na lista de preferências desta formanda.

João Sá é produtor de leite de ovelha e cabra e vende para queijarias que produzem o Queijo Rabaçal. Queixa-se de que “o valor atribuído por litro não paga os custos, daí sentir a necessidade de vir aprender” outro ofício, neste curso, e “talvez um dia ter uma queijaria”. Ao NDC, disse que está a frequentar a Escola de Queijeiros porque as “necessidades assim obrigaram”.

A edição da “Escola de Queijeiros” decorre nos politécnicos de Coimbra, Castelo Branco e de Viseu, dando a conhecer as principais técnicas de produção de queijo com DOP – Denominação de Origem Protegida nas regiões do Rabaçal, Serra da Estrela e Beira Baixa.

O curso conta com 80 horas de formação, em período laboral, e termina em outubro. A componente teórica contempla conteúdos como introdução à produção de queijo, boas práticas de higiene e fabrico ou segurança alimentar, enquanto a parte prática decorre em queijaria.

O Programa de Valorização da Fileira dos Queijos da Região Centro é financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e destina-se a apoiar os agentes do setor na resolução dos principais estrangulamentos da cadeia de valor dos queijos tradicionais, desde o produtor de leite até ao consumidor.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com