Cidade

Escola de Enfermagem sensibiliza para violência do namoro

Notícias de Coimbra | 8 anos atrás em 17-02-2016

Chama-se “O(U)sar & Ser Laço Branco”, nome inspirado na Campanha do Laço Branco (“White Ribbon Campaign”) que surgiu, no século passado, no Canadá, e é um projeto através do qual a Escola Superior de Enfermagem de Coimbra (ESEnfC) combate, desde 2007, a violência nas relações de namoro, levando a educação e a prevenção a muitas escolas secundárias no país.

PUBLICIDADE

a

Sensibilizar para a importância desta causa, simultaneamente com o objetivo de recrutar jovens voluntários para o projeto, foi o propósito de uma iniciativa realizada, segunda-feira, na ESEnfC, a pretexto do Dia dos Namorados (14 de fevereiro) que se assinalou no último domingo.

PUBLICIDADE

O projeto “(O)Usar & Ser Laço Branco” tem por madrinha a cantora Rita Guerra.

Dirigida aos estudantes do 1º ano da licenciatura em Enfermagem, a iniciativa constou de uma apresentação do projeto – pelas professoras Cristina Veríssimo e Conceição Alegre de Sá –, seguida de uma sessão de teatro do oprimido , método pelo qual os estudantes de Enfermagem voluntários educam outros jovens, no sentido da prevenção dos comportamentos agressivos e do combate à violência exercida sobre as mulheres, especialmente no contexto das relações de intimidade.

Dados divulgados há dias, pelo Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses, revelam que a violência entre namorados ou ex-namorados registou, em 2015, um aumento de 44,4%, comparativamente com o ano anterior.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Foram celebradas parcerias com a ESEnfC, no âmbito deste projeto, com as organizações não-governamentais Mulheres Século XXI (Leiria) e Gaudeamus – Associação Juvenil (Tábua), a Orquestra Clássica do Centro, a Associação Pele – Núcleo de Teatro do Oprimido do Porto e a Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Leiria.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE