Conecte-se connosco

Universidade

Ensino a distância roubou a muitos universitários a licenciatura que esperavam

Publicado

em

A pandemia de covid-19 obrigou o ensino superior a reinventar-se e se alguns cursos conseguiram adotar o modelo ‘online’ sem prejuízos, noutros casos o ensino a distância impediu aulas práticas, roubando aos estudantes a licenciatura que esperavam.

Desde que em março do ano passado a pandemia obrigou ao encerramento de todos os estabelecimentos de ensino, o superior não voltou a ser o mesmo. Quando puderam reabrir, as universidades e politécnicos priorizaram as aulas práticas e laboratoriais e muitas implementaram um regime misto, mantendo algumas aulas ‘online’.

Em janeiro, o regresso ao confinamento voltou a meter um travão às atividades presenciais, deixando em suspenso muitas aulas práticas. Agora, com o desejado regresso ao ‘campus’ a partir de segunda-feira, as disciplinas sacrificadas serão novamente prioridade nos planos dos reitores e presidentes dos politécnicos para a reabertura.

No entanto, para alguns universitários, o tempo que lhes resta até ao final do ano letivo não será suficiente para recuperar aquilo que a pandemia lhes roubou: a licenciatura que esperavam.

Do lado das instituições de ensino superior, existe a perceção de que esta frustração é partilhada por muitos alunos que ainda assim compreendem, como aquelas estudantes, que as escolas fizeram os possíveis para se adaptar ao “novo normal”.

“Temos notado muito desalinhamento das expectativas de estudantes que estavam à espera de cursos muito mais práticos e, fruto do ensino à distância, não os pudemos satisfazer”, disse à Lusa o presidente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP), Pedro Dominguinhos.

Também o presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP) manifestou já preocupação com a possibilidade de alguns alunos concluírem os cursos sem adquirir todas as competências previstas, mas com a reabertura a partir de segunda-feira ambos esperam que os atrasos sejam compensados até ao final do ano letivo.

Do outro lado da moeda, há também aqueles alunos que dizem ter perdido pouco com o ensino a distância e esse não é um sentimento partilhado apenas pelos estudantes de cursos sobretudo teóricos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com