Conecte-se connosco

Coimbra

Enfermeiros do IPO de Coimbra reivindicam pontos para progressão salarial

Publicado

em

Os enfermeiros do Instituto Português de Oncologia (IPO) de Coimbra aprovaram hoje uma moção, através da qual defendem a “justa” contabilização dos pontos dos profissionais daquela unidade para efeitos de progressão salarial.

“Desde janeiro de 2018 que, por via do descongelamento das progressões no âmbito da administração pública, o IPO de Coimbra ainda não atribuiu os pontos à totalidade dos enfermeiros daquela instituição”, disse à agência Lusa Paulo Anacleto, do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP).

Segundo aquele dirigente sindical, existem dois volumes de enfermeiros com problemas distintos: “Temos contratos individuais de trabalho, que já são na ordem dos 140, que não têm atribuição de pontos nenhuns desde 2004, e temos 24 enfermeiros em funções públicas que não têm pontos até janeiro de 2011, 2012 e 2013, quando houve um ajustamento salarial decorrente da publicação de uma nova tabela salarial”.

A falta de atribuição de pontos, acrescentou o sindicalista, significa que os enfermeiros não tiveram as devidas progressões e as consequentes atualizações salariais.

Hoje de manhã, depois do plenário, no qual foi aprovada a moção que será enviada ao conselho de administração e ao Ministério da Saúde, os enfermeiros concentraram-se à porta daquela unidade oncológica para protestar contra o facto do IPO de Coimbra ainda ter efetuado “as devidas alterações”.

“A contabilização dos pontos aos enfermeiros para efeitos de progressão é um problema que se arrasta sem que nada o justifique”, sublinhou Paulo Anacleto.

Na moção aprovada hoje refere-se que o Governo já assumiu a decisão de “acabar com esta perversidade no âmbito da apresentação e discussão do Orçamento do Estado para 2022”, pelo que considera “possível e necessário orientar as instituições de saúde no sentido de iniciarem a notificação dos enfermeiros com Contrato Individual de Trabalho e com Contrato de Trabalho em Funções Públicas com o número total de pontos de acordo com os anos de serviço”.

Em resposta, o IPO de Coimbra revelou que “o processo avaliativo, relativo ao biénio 2019-2020 das Carreiras de Enfermagem e Especial de Enfermagem, foi concluído no 2.º trimestre de 2022, com a homologação das notas e respetiva tomada de conhecimento por cada um dos enfermeiros de forma individual”.

“Conforme previamente planeado, serão comunicados os pontos do biénio 2019-2020 aos interessados para que estes, querendo, se pronunciem, de forma a operacionalizar as progressões a que haja lugar, no mês de julho, com os efeitos retroativos nos termos legais”, lê-se num comunicado enviado à agência Lusa.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade