Portugal

Embaixador de Portugal em Cabo Verde morreu de enfarte cardíaco fulminante

Notícias de Coimbra | 1 mês atrás em 25-05-2024

O embaixador de Portugal em Cabo Verde, Paulo Lourenço, 52 anos, morreu na sexta-feira, na cidade da Praia, vítima de um enfarte cardíaco fulminante, disse fonte diplomática à Lusa.

PUBLICIDADE

O embaixador sentiu-se mal ao chegar a casa, pouco antes das 20:00 (22:00 em Lisboa), após uma caminhada.

Apesar das manobras de reanimação, chegou já sem vida ao Hospital Agostinho Neto, na capital cabo-verdiana, para onde foi transportado de ambulância, referiu fonte daquela unidade de saúde.

PUBLICIDADE

Durante o dia, no exercício das suas funções, o diplomata participou em atividades públicas no centro histórico da Praia e na Escola Portuguesa de Cabo Verde.

Diversos membros do Governo cabo-verdiano, entre os quais o ministro dos Negócios Estrangeiros, Rui Figueiredo Soares, acompanharam durante a noite a equipa da embaixada portuguesa em Cabo Verde, no hospital.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Entretanto, decorrem os procedimentos para o repatriamento do corpo do embaixador para Portugal.

Paulo Jorge Lopes Lourenço nasceu a 10 de março de 1972, em Angola.

Era diplomata de carreira desde 1995 e desempenhou funções nas embaixadas de Portugal em Luanda, Londres, Sarajevo e Belgrado. 

Entre 2012 e 2018 foi cônsul-geral em São Paulo.

Entre fevereiro de 2020 e até ser nomeado embaixador em Cabo Verde, em dezembro de 2022, chefiou a Direção-Geral de Política de Defesa Nacional, funções nas quais negociou o novo programa-quadro de Defesa entre Portugal e Cabo Verde para o período 2022 a 2026.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE